quarta-feira, 10 de julho de 2013

Jesus e Osíris em Relação aos Deuses

por Eduardo Galvão

OSÍRIS, JESUS, SEMELHANÇAS
Muitas pessoas ainda acreditam que a ideia de “ressurreição” é algo inteiramente cristão, pois logo pensam em Jesus sendo ressuscitado na manhã de domingo. Existem textos egípcios inteiros que abordam a ideia que tinham da ressurreição, dentro, obviamente, de sua antropologia e teologia egípcia. Os Textos da Piramide, por exemplo, uma das melhores fontes para se conhecer a religião e mitologia egípcias, foram traduzidos pelo especialista Samuel A. B. Mercer. É uma série de “versículos” onde encontramos alguns encantos, mitos e preceitos religiosos. A pronunciação 577 foi traduzida por Mercer com o título A Ressurreição de Osíris com Quem os Deuses Estão Satisfeitos.

Se você tiver um bom conhecimento bíblico, é impossível ler esses textos e não achar ideias paralelas com a teologia cristã. Espero ter mais tempo para falar de todas elas, mas hoje gostaria de citar os versículos 1525 ao 1527ª onde lemos:

1525. “Venha, meu filho,” diz Atum, “venha à nós,” dizem eles, “dizem os deuses a ti, Osíris. 1526a. (“Nosso) irmão veio à nós, o mais velho, o primogenito de seu pai, o primeiro (nascido) de sua mãe,” 152 6b. dizem eles, dizem os deuses. 1527a. Os Céus o conceberam: Dwȝ.t deu à ele nascimento;

Podemos traçar aqui inúmeros paralelos cristológicos com o texto da Pirâmide.

Quando Atum chama Osíris, é uma convocação pluralizada, própria do politeísmo, “venha à nós”, “dizem os deuses”. Essa mesma ideia é encontrada na teologia cristã tardia Nicena em relação à doutrina da Trindade. Por exemplo, ao se dirigir ao seu Pai celestial, Jesus diz “vosso reino”, “vosso nome” (Confira Mateus 6:9; Compêndio do Catecismo da Igreja Católica, n. 584) Além disso, Osíris é carinhosamente chamado de “meu filho”, algo bastante comum nos Evangelhos (Confira: Mateus 2:15 e 3:17) Um título muito específico é usado no texto, “filho primogênito” carregando em si o valor teológico de principado. Essa mesma expressão é atribuída a Jesus em João 1:14; 18; 3:16; 18. Quando de fala que “os céus o conceberam” estamos diante de uma declaração de seu nascimento miraculoso, providenciado pelos deuses, da mesma forma que o Novo Testamento fala de Jesus, que nasceu do alto, se referindo aos Céus, conforme nos mostra a conversa que o próprio Jesus teve com Nicodemos em João capítulo 3.

0 comentários:

Postar um comentário

Antes de comentar, queira ler os artigos Critérios para se Aprovar Comentários e Respostas à Alguns Comentários. Obrigado pela visita e pela participação!

Comentarios Recentes

Compartilhe este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Search Our Site