sábado, 16 de março de 2013

PREGAÇÃO, CUSTA, QUANTONesse presente artigo, gostaria de compartilhar com meus leitores algo de extremo absurdo, mas algo que é cada vez mais comum no mundo evangélico. Já se perguntou quanto custa uma pregação? Isso mesmo, aqueles homens bonitinhos de terno e gravata, falando sobre o amor de Deus e a salvação, são PAGOS, e muito bem pagos, para ensinar a “Palavra de Deus” para o populacho, onde a grande maioria só repete “amém”, sentindo-se felizes em abrir suas carteiras e “doar” seu dinheiro sofrido.

A imagem que está no início é do site Central de Pregadores, um website onde você pode contratar pregadores para sua Igreja, tendo as opções entre homens, mulheres e pregadores mirins. Quer ficar perplexo, pegue o telefone de alguns deles, ou e-mail, e pergunte o valor pela pregação, você não vai acreditar. Alguns deles cobram de 3 mil até 50 mil reais para passar 1 hora pregando sobre a Bíblia. E isso não é tudo, além disso, existem as exigências de passagens aéreas de primeira classe e hotel apenas de 5 estrelas.

Lógico que existe a ala evangélica que não concorda. O site PulpitoCristão.com comenta:

Os pregadores shows, ou ainda animadores de auditório, são os trabalhadores mais caros de nosso país. Qual é o profissional formado que ganha 15 mil reais em uma hora de trabalho? Pois é: as estrelas gospels, pregadores de mega-eventos chegam a ganhar 15 mil reais por apenas uma hora de performance sobre um púlpito. Aliás, é por causa disso que vocês dificilmente me encontrarão em congressos de reteté, ovacionando um pacóvio que memorizou meia dúzia de chavões e já pensa que é pregador. Eu tenho colegas pastores que recebem como paga de um mês de pastoreio fiel de sua congregação apenas um salário mínimo e quando muito dois – sim, pois ao contrário do que se pensa, é isso que ganha um pastor da Assembléia de Deus, a maior denominação do nosso país, exceto os que presidem as instituições. Pois é: aí aparece um aventureiro que gravou um DVD lá na “Meca dos pentecostais” (quem lê, entenda) exigindo como salário de uma hora de pregação o que um pastor de igreja não ganha nem em um ano! Tá faltando é óleo de Peroba…
Segundo o mesmo site, os artistas da música gospel são os mais exigentes:

No mundo musical gospel a coisa é ainda pior: 15 mil reais em alguns casos só dá pra trazer o cantor na igreja para cantar 2 a 3 músicas, e só se for com play-back! Certa vez eu quis convidar uma cantora dessas para divulgar a nossa pequena rádio no interior de Minas Gerais, e a abençoada teve a audácia de exigir 17 mil reais, 12 passagens de avião (primeira classe, óbvio!), hotel de luxo e todas as despesas por nossa conta, e isso sem falar no aluguel do ginásio e do som. É claro que eu não “contratei” a irmã estrela.
Claro que, lendo isso, acho tudo muito irônico, vermos até onde vai essa palhaçada religiosa. Cada fez fica mais claro o motivo pelo qual esses líderes cristão enlouquecem quando o Cristianismo é atacado, uma vez que atacar essa religião é a atacar o meio de vida deles.

30 comentários:

  1. Por falar em Líderes religiosos ricos, não sei se você já leu esse texto sobre Jesus. Dê sua opinião por gentileza a respeito, Eduardo.
    http://pt.scribd.com/doc/54514532/1/Jesus-era-rico-ou-pobre

    ResponderExcluir
  2. Interessantíssimo o artigo, Eduardo!

    Bem.... eu gostaria de te propor que, do alto de sua experiência de 12 anos como TJ, mais a minha de 23 anos, resolvêssemos nossos problemas financeiros de uma vez pra sempre! Faça uma análise de retorno de investimento sobre isso: pode aplicar VPL, TIR, TIR ajustada, Pay Back, ou qualquer método de rentabilidade. Se você chegar a uma taxa de atratividade satisfatória para o projeto, por favor, não deixe de me contatar, ok? Bahamas, aqui vamos nós!!!!

    KKKKKKkkk....como se tivéssemos coragem pra praticar uma IMORALIDADE DESSAS.. e ainda pegam no pé da pobre "ovelha" sincera que sente o biológico, bom, velho e saudável tesão...esse sim é "imoral" na mentalidade deles!!!

    abraços Eduardinho!

    Voltaire Mouro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amigos desse blog que acabei de conhecé-los, tenho que ser sincero e dizer que as partes que li são verdades quanto ao assunto tratado, mais cá entre nós não vamos confundir defesa de fé como meio de sobrevivência, e dizer que os meus irmãos que zelam e defendem a sua fé ficam enlouquecidos quando são atacados. É verdade o fato de os nosso cantores e pregadores extrapolarem nos seus contratos pedindo uma quantidade de dinheiro exorbitante para cantar ou pregar por uma ou duas noites, quero dizer que sou contra isso, Jesus não fez assim e também não repassou isso para os seus discípulos.

      Excluir
  3. Não sei se é a informação é nova ou se tem alguma validade, mas... http://www.genizahvirtual.com/2013/03/texto-do-antigo-egito-recem-decifrado.html
    Leandro

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante, irmão Edu. Será que posso me utilizar de suas pesquisas para complementar um artigo que nós, as Testemunhas dos Deuses Santos, estamos concluindo na nossa revista da verdade, A Continela deste 1. trimeste de 2013?

    Grato e, parabéns pelo excelente artigo. Muito inovador. Por favor, não páre de pregar as verdades que muitos não querem ler, mas que os Deuses te ungiram a fazer.

    Apóstolo TDS

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Ok, irmão Eduardo, Deus lhe abençoe!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Eduardo. Você já viu esse blog: http://por-que-deixei-o-cristianismo.blogspot.com.br/ Ele tem uma visão interessante.Dá pra aprender uma nova visão.
    Leandro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara confesso que quando li o tema no link fiquei muito empolgado, mas quando vi o subtema do blog, "A razão por que deixei o cristianismo e abracei o islam", fiquei decepcionado, sem contar que os artigos dele quase não tem fontes e referência, é quase o raciocínio dele apenas. Mesmo assim, vou dar uma lida por lá.

      Obg pela dica!

      Excluir
    2. As referências dele sãos as escritas "sagradas" dele e analise que o islamismo tem da biblia. Eu vi lógica "dentro da visão dele", mais do que na visão cristã. Vale a pena entrar em contato e discutir ideias, mesmo que ele não apresente tantas referências assim(dependendo do post, as perguntas que fazem a ele, algumas são respondidas com referência),acredito que ver uma visão diferente soma conhecimento ao que já se tem. Gostei das respostas que ele dá nos posts quando indagado. Bem, é isso...
      Abraço e aguardo nova postagem sua.
      Ah, você chegou a ver aquela parte que conversamos sobre Javé/anjos/Deuses interagirem com os humanos no Livro das Recordações dos Judeus no post: Teologia do Evangelho de Joao 1:18|3:16?

      Excluir
    3. Aquele artigo que você me enviou da revista Abril tinha, no final, a dica de um livro de onde eles tinham se baseado. O livro é The Origins of Biblical israel's Polytheistic Background and the Ugaritic Texts de Mark S. Smith. Adquiri esse livro semana passada, já estou lendo.

      Já o livro de Karen Armstrong tem alguns informações relevantes sobre o assunto, mas uma única fonte não é o suficiente para se dizer se ela tem razão ao dizer o que diz sobre a questão, ela não é a porta-voz da teologia crítica ou da história antiga para apenas ler e se aceitar o que ela diz, precisamos "ouvir" o que os mais eminentes dizem sobre o assunto e tirar nossas conclusões.

      Futuramente farei postagens abordando essas mesmas conclusões, inclusive alguns estudos que estou fazendo sobre a teologia islâmica.

      Excluir
    4. Ok, Eduardo. Como eu disse naquele post, o que Karen Armstrong disse é MAIS UMA visão para acrescentar conhecimento e não para tomar como verdade única e irrefutável.
      Abraço e espero seus novos posts!

      Excluir
  8. Puxa, quando vamos entender que não existe religião cristã, existe Catolicismo, Protestantismo, Testemunhas de Jeová, Mórmons,Adventistas, entre tantas outras,ainda que todas essas professem o nome de Cristo não significam que sejam suas representantes, são coisas diferentes. Alguém que fale em meu nome e eu não autorizei com alguma documentação pode ser considerada minha/meu representante? Obviamente que não. Da mesma forma Cristo não nos deixou representantes religiosos, Jesus era judeu e sempre foi até sua morte, seus seguidores posteriores eram seguidores de suas palavras, seu modo de agir e pensar, mas, ser seguidor não significa que eu vou fazer exatamente tudo conforme o meu mentor me ensinou, ou sim? Obviamente que não. Foi o que ocorreu com as palavras de Jesus foram mal interpretadas e traduzidas e deu no que deu. Jesus era POBRE e foi até sua morte. Jesus pregava que os ricos deveriam vender suas propriedades e dar aos pobres e não o contrário. Jesus não cobrava por suas pregações. Assim como os seus 12 discípulos,Paulo que só veio a ser um apóstolo muito depois da morte de Jesus, trabalhava para suprir suas necessidades básicas.Quem tiver dúvida disso leiam com atenção os evangelhos e demais textos e verão que nenhuma, eu afirmo, NENHUMA dessas religiões supostamente cristãs que conhecemos representam 100% a Cristo. Todas as religiões e instituições do mundo necessitam de dinheiro e contribuição de seus fiéis para sobreviverem, o Catolicismo é a religião mais rica que conhecemos, vejam o Vaticano que é mantido pelos fiéis católicos do mundo todo. Vejam as Mecas, as Sinagogas, os Templos Budistas, Javanistas etc., todas precisam e foram construídas pelo dinheiro de seus fiéis, umas cobram mais outras menos, mas, todas cobram, fato! Quem decidi se vai pagar, vai doar, vai contribuir ou não é você e sua consciência, não sou eu e muito menos o seu Guia espiritual ou seu sacerdote, vamos agir de forma consciente e responsável já, vamos parar com esse papo de que fomos enganados, você só é enganado quando
    de forma preguiçosa abre mão de buscar a verdade. Imparcialidade, já!

    ResponderExcluir
  9. Olá Laila, seu texto me deixou com algumas dúvidas:

    "Puxa, quando vamos entender que não existe religião cristã, existe Catolicismo, Protestantismo, Testemunhas de Jeová, Mórmons,Adventistas, entre tantas outras,ainda que todas essas professem o nome de Cristo não significam que sejam suas representantes"
    1-E quem elas representam já que professam o nome de Jesus e seus ensinamentos(de acordo com o entendimento delas)?
    "Alguém que fale em meu nome e eu não autorizei com alguma documentação pode ser considerada minha/meu representante? Obviamente que não"
    2-Mas naquela época exigia-se documentos para isso ou tinha-se uma tradição oral? Tanto é que os textos do Novo Testamentos só foram escritos no mínimo 50 anos após a suposta morte de Jesus.
    "Da mesma forma Cristo não nos deixou representantes religiosos,"
    3-Concorda que essa é uma interpretação sua, assim como os Católicos entendem que como está escrito em Mateus 16:18:Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; Do mesmo jeito que as cinco citações bíblicas que tem referencia de alguém com pedra, são Mt 21,42: Mc 12,10; Lc 20,17 ; Ef 2,20 e 1Pe2,6, e todas dizem ser Cristo a pedra?
    "Jesus era judeu e sempre foi até sua morte"
    4-Você se refere judeu por ser de Israel ou por abraçar a religião judáica?
    " seus seguidores posteriores eram seguidores de suas palavras, seu modo de agir e pensar, mas, ser seguidor não significa que eu vou fazer exatamente tudo conforme o meu mentor me ensinou, ou sim?"
    5-Ser seguidor talvez seja TENTAR fazer TUDO SIM que o seu mestre mandar, agora, se vai conseguir... Afinal, qual o intuito de eu seguir o messias prometido, o filho de Deus ou até mesmo o próprio Deus encarnado(de acordo com algumas tradições)se não for para cumprir o que ele diz?
    "Jesus era POBRE"
    6-Bem, você sabia que Jesus era descendente DIRETO do
    Rei Davi e do Rei Salomão(aquele que construiu o Templo Sagrado, que detinha a Arca da Aliança, que dominou os 72espíritos da Goécia e que dispunha das Minas do Rei Salomão) por parte de pai e tinha como avô por parte de mãe um homem que “fazia suas oferendas em quantidade dobrada” e era dono de inúmeros rebanhos. Duas famílias extremamente ricas e poderosas? Isso pode ser interessante de se estudar!
    "NENHUMA dessas religiões supostamente cristãs que conhecemos representam 100% a Cristo"
    7-Questão de opinião! Algumas acham que "algumas coisas tinham que ser mudadas para se ajustar aos tempos modernos, seria possível hoje em dia algo com em Lucas 9:3? E disse-lhes: Nada leveis convosco para o caminho, nem bordões, nem alforje, nem pão, nem dinheiro; nem tenhais duas túnicas.
    "Vejam as Mecas, as Sinagogas, os Templos Budistas, Javanistas etc"
    8-Essas que não são cristãs entram aonde nesse texto sobre seu entendimento de Jesus e sua doutrina?
    " já, vamos parar com esse papo de que fomos enganados, você só é enganado quando
    de forma preguiçosa abre mão de buscar a verdade. Imparcialidade, já!"
    9-E qual é a verdade? Essa que você escreveu? A deles? E quem garante isso?
    Então, Laila, gostei de seu texto, por mais que tenha me deixado algumas dúvidas, compartilho em muito o seu pensamento!

    ResponderExcluir
  10. Olá Eduardo,
    1- Como você bem escreveu essas religiões professam o nome de Cristo e seus ensinamentos, de acordo com o entendimento delas, ou seja, é conforme elas entendem, elas concebem, não significa que esse entendimento seja o correto!
    2-Naquela época tinha a tradição oral e não uma documentação, não tinha alguém escrevendo um diário e tal como a brincadeira do telefone sem fio, nem sempre a mensagem final significa que realmente seja a mensagem inicial.
    3- Ele não criou em vida uma igreja, uma instituição, as palavras de Cristo eram num sentido muito mais metafórico e espiritual do que literal, pois, não falava de coisas desse mundo, um estilo de vida muito mais do que uma nova religião (interpretação minha).
    4- Jesus era judeu por ser de família judia e por frequentar a sinagoga e seguir seus rituais ( foi apresentado no templo, participou da festa da páscoa etc.). Acontece, como diz nos Evangelhos que Jesus sendo Deus,e sendo maior que Moisés, interpretou as leis judaicas da forma correta e não de uma forma falha humana tal como Moisés, os fariseus e saduceus. (interpretação minha).
    5- Ser seguidor é tentar seguir sim, mas, não significa conseguir. Acho que os apóstolos no começo até estavam conseguindo levar a diante a Boa Nova, mas, conforme foi crescendo o número dos seguidores, a mensagem foi se misturando a outras crenças, ao preconceito e cultura de cada um que ouvia e cada vez que avançava até chegar ao imperador Teodósio I no ano de 380 D.C que oficializou o Cristianismo como Religião do Estado, dando inicio ao Catolicismo Romano, a ideia central já havia se perdido, os apóstolos todos já haviam morrido, portanto a originalidade já não existia, virou uma questão de marketing político e religião e politica não são boas companheiras.De lá pra cá, nada mais pode ser entendido como cristianismo primitivo, por mais que se queiram pregar isso. Mas, isto é uma interpretação minha, não é a verdade absoluta, como vê, eu se quisesse poderia então criar uma igreja e começar a dizer que eu tenho a "verdade de Cristo, que um anjo me revelou", mas,eu não faria isso porque eu não tenho essa verdade e muito menos esse interesse de ser mestre, sacerdote de alguma coisa ( Eca!).
    6- Quando eu digo que Jesus era pobre estou me baseando no que está escrito nos evangelhos, sei que lá diz que sua descendência era a do Rei Davi, mas, um descendente de Davi não nasceria numa manjedoura em meio a animais e capim, isso é coisa de pobre. Além do que a pobreza é enaltecida nos Evangelhos em detrimento a riqueza. Se o que está escrito é verdade ou não? Não cabe a mim responder isso, só estou fazendo uma diferenciação ao que está escrito lá e os princípios por trás de cada ensinamento e ao que vemos hoje em dia e também vimos no passado, uma igreja rica que não ajuda os pobres. Os estudos paralelos, as fontes paralelas, são importantes? Claro que são! Mas, aqui não estou me baseando nisso e sim tal como está escrito nos evangelhos e tal como essas igrejas também leem, pois, essas igrejas e seus representantes não estão fazendo esses estudos paralelos, ou seja, não usam outras coisas além da Bíblia e seus outros livros sagrados "guiados pelo Espirito Santo". Seria como se eu criticasse a Constituição Federal brasileira usando a Constituição Federal americana, alguém vai aceitar isso? Não. Então da mesma forma o que eu escrevi foi baseado tal como está escrito nos Evangelhos Canônicos sejam eles fraudes ou não, não to discutindo autenticidade.

    ResponderExcluir
  11. 7- Não representam 100% aos ensinamentos de Cristo, tal como está nos evangelhos canônicos, se elas mudaram algo para se ajustar aos tempos modernos é mais uma prova de que não são representantes fiéis, são baseadas em suas próprias interpretações, entendimentos e vaidades, tal como qualquer um de nós, se quiséssemos poderíamos fazer.
    8- Essas que não são cristãs entram nesse texto para dizer que toda e qualquer religião e não só as ditas cristãs precisam de dinheiro. Todo tipo de religião, instituição, associação necessita de dinheiro para se manter,cobram, seja através de ofertas, rituais, contribuições etc., se isso é certo ou não? Se é arbitrário ou não? Cabe a cada um julgar, só não podemos condenar apenas uma religião e absolver as outras, como se só uma precisasse de dinheiro e "enganasse" seus fiéis, foi por isso que as usei como exemplo.
    9- Qual a verdade? Não estou aqui para provar e nem induzir uma verdade a ninguém, eu não quero convencer e nem converter nem a você e nem a ninguém a nada, não sou guru, não sou guia espiritual, não sou nenhum sacerdote, não sou santa,não sou teóloga, não sou doutora em nada, não sou perfeita e muito menos a dona da verdade para ser a juíza de ninguém, portanto, não posso garantir ABSOLUTAMENTE NADA a ninguém, que cada um busque o seu caminho e a sua verdade, só que refletir sobre as coisas, questionar, pensar, trocar ideias, não significa impor nada a ninguém, foi por isso que escrevi, não to aqui pra estimular e nem desestimular a ninguém,e muito menos discutir religião ou falta dela, to aqui pra trocar ideias. Espero ter me feito entender.
    Valeu pela oportunidade.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Laila. Antes de tudo, gostaria de desfazer um mal entendido que causei ao não me apresentar. Meu nome é Leandro, um livre pensador e não Eduardo, proprietário desse blog. Peço desculpas pela confusão inicial.
    1- Concordo em tudo com você.
    2- Concordo em tudo com você.
    3- Concordo em tudo com você. Os ensinamentos estão mais para um caminho ético-filosófico(ou espiritual para alguns).
    4-" Jesus era judeu por ser de família judia e por frequentar a sinagoga e seguir seus rituais ( foi apresentado no templo, participou da festa da páscoa etc.). Acontece, como diz nos Evangelhos que Jesus sendo Deus,e sendo maior que Moisés, interpretou as leis judaicas da forma correta e não de uma forma falha humana tal como Moisés, os fariseus e saduceus. (interpretação minha)."
    R- Mas se Jesus interpretou as Leis da forma correta, então todos os Profetas do Livro das Recordações são falsos? Ou apenas Moisés? E por quê? E como fica Mateus 5:17-18, onde Jesus disse: “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas, não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo, até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra"? Outra, Jesus não era o próprio Deus de Moisés que ditou suas ordenanças na Tábua das Leis? O mesmo Deus que guiou e instruiu os outros Profetas? Ele no Novo Testamento "corrigiu" o que tinha dito no Antigo, mesmo sem poder mudar um "i" como ele disse em Mateus 5:17-18? E se Jesus corrigiu a interpretação errada dos Profetas Maiores e Menores do Livro das Recordações, então o que garante que as profecias sobre um Messias e até mesmo que Jesus fosse o mesmo são corretas?
    5- Concordo em tudo com você. Hoje acho impossível saber o que REALMENTE Jesus quis dizer na época, com tantas alterações no Cânone Judaico-Cristão e sincretismos.
    6-"Quando eu digo que Jesus era pobre estou me baseando no que está escrito nos evangelhos, sei que lá diz que sua descendência era a do Rei Davi, mas, um descendente de Davi não nasceria numa manjedoura em meio a animais e capim, isso é coisa de pobre."
    R- Bem, aqui tem alguns detalhes: Nos primeiros textos cristãos, Jesus é descrito como tendo nascido em uma gruta. A primeira pessoa a usar o termo Manjedoura foi São Francisco de Assis, em 1224, quando montou o primeiro presépio, baseado nos textos selecionados pelo Concílio de Nicéia. A palavra original para designar o local onde Jesus nasceu é “KEPHRA”, que significa “Caverna” ou “Templo”. A caverna é considerada o templo mais sagrado de todos, porque não foi construído pelas mãos do homem, mas esculpido na Terra diretamente pelas mãos de Deus. Até o próprio Ex-Papa Ratzinger, grande teólogo, apoia essa versão(aqui tem uma matéria, caso interesse: http://padrepauloricardo.org/episodios/afinal-o-papa-retirou-o-boi-e-o-jumento-do-presepio),essa versão da gruta ou caverna(cujo antigo Papa defende) coaduna com os apócrifos(excluídos pela própria ICAR, contraditório, não!?). De resto, nossas opiniões congruem.
    continua...

    ResponderExcluir
  13. ... Continuação
    7- "Não representam 100% aos ensinamentos de Cristo, tal como está nos evangelhos canônicos, se elas mudaram algo para se ajustar aos tempos modernos é mais uma prova de que não são representantes fiéis, são baseadas em suas próprias interpretações, entendimentos e vaidades, tal como qualquer um de nós, se quiséssemos poderíamos fazer."
    R- Aqui você falou como se apoiasse a leitura Sola Scriptura da Bíblia, mas antes(questão 3) você falou que "as palavras de Cristo eram num sentido muito mais metafórico e espiritual do que literal". Aqui fiquei sem entender sua posição. Mas mesmo assim, gostaria que respondesse minha pergunta do post inicial: Algumas pessoas acham que "algumas coisas tinham que ser mudadas para se ajustar aos tempos modernos, seria possível hoje em dia algo com em Lucas 9:3? E disse-lhes: Nada leveis convosco para o caminho, nem bordões, nem alforje, nem pão, nem dinheiro; nem tenhais duas túnicas.
    8- Entendi sua posição, hoje se fala muito no Protestantismo porque estão em evidência, mas coisas erradas existem em todas as religiões e áreas(profissões, famílias, relacionamentos,...) onde pessoas coexistem!
    9- Concordo em tudo com você.
    Eu que agradeço pela troca de informações.
    Leandro

    ResponderExcluir
  14. Oi Leandro, realmente eu pensei que fosse o administrador do site, mas, tudo bem, espero que ele tenha entendido o mal-entendido e não fique bravo rs.
    Em relação as suas dúvidas eu não sei se você vai conseguir me entender, mas, vou tentar me explicar, então lá vai:
    4- Em minha opinião: A Bíblia não é um compêndio cientifico, um manual de religião ou ainda um manual da moral e bons costumes. Acredito que as Escrituras é um livro de história. É a história que conta a trajetória de um povo, o povo hebreu. no Antigo Testamento fala sobre o relacionamento de obediência, rejeição desse povo para com o seu Deus da forma que eles entendiam esse Deus, e a forma como aguardavam a vinda do Messias prometido que iriam salvá-los do seu sofrimento e servidão a outros povos.O Novo Testamento dá continuidade a essa história, revelando a chegada desse Messias prometido, porém, ele foi desprezado e rejeitado pelo o seu povo, tornando-se então o Cristo(o Ungido)de todas as outras nações.
    Sendo então um livro histórico (no meu entendimento) ele registra essencialmente a cultura do povo judeu e tudo o que essa cultura envolve (modo de agir,de pensar,de falar, preconceitos, conceitos, vestimentas,dogmas,a forma de guerrear e os motivos que os levavam a guerras, etc.). (continua...)

    ResponderExcluir
  15. (Continuando...) Somente no Novo Testamento, com os apóstolos, é que a cultura dos judeus foi se misturando a outras culturas, como a cultura romana, grega e outros povos do Oriente e como toda a mistura, tanto partes boas quanto partes nem tão boas assim (defeitos e qualidades)foram se adaptando umas as outras. Por isso, tantas mudanças de paradigmas, coisas que eram aceitas no Velho Testamento passaram a ser não aceitas no Novo Testamento. Deus mudou então? Depende, se você achar que Deus foi quem escreveu as Escrituras do começo ao fim e de forma literal, então, talvez sim, mas, se foram humanos, então, o ser humano muda conforme a cultura e o curso da história muda.
    A Bíblia foi inspirada por Deus?
    Depende. Se por inspiração entendemos que Deus desceu do céu ou do lugar de sua habitação e se incorporou em um ser humano (profeta) e Ele mesmo escreveu com suas próprias mãos (se é que Deus tem mãos) as Escrituras, então ai seria algo além de uma inspiração seria uma psicografia.
    Agora se por inspiração entendermos "dar a conhecer uma ideia, informação, conhecimento, segredo, motivar a algo", então, Deus passou a ideia, deu a conhecer, motivou aos profetas a escrever os textos ou falar sobre eles, e estes serviram como um canal. Mas, como canal e este canal sendo provido de vontade própria, Deus, não tinha o total controle sobre estes profetas, eles tinham seu livre-arbítrio para entender e aceitar tal como quisessem, pois, era uma inspiração e não uma psicografia.
    Então a mensagem (ideia) chegou a mente de forma perfeita, mas, na hora de a mensagem ser repassada, de ser transformada em palavras, atos, a cultura, a forma de entender e julgar as coisas influenciaram na maneira como os profetas repassavam as mensagens. Seria como se eu sendo humana passasse uma mensagem, uma ideia, a uma formiga, ela vai me entender? Até vai, mas, vai me entender tal como formiga e não como humana, vai ter suas limitações. (continua...)

    ResponderExcluir
  16. (continuando...) Não estou querendo dizer com isso que a mensagem bíblica, que as Escrituras são falsas,erradas, que os profetas são mentirosos, são errados. Absolutamente que não. Só estou querendo dizer que a mensagem dos profetas não é perfeita como Deus assim é (ou seria se partirmos do principio de que Deus é perfeito) a mensagem veio de mentes humanas, mentes limitadas, correta em seu sentido,conforme foi recebida, porém, errada na sua forma de transmissão.Foi isso que eu quis dizer quando disse que Jesus interpretava as Leis da forma correta, não estou desmerecendo e nem dizendo que os profetas eram falsos ou errados, apenas limitados do conhecimento da perfeição de Deus e do que era Deus em sua essência, tal como qualquer ser abaixo de Deus. Com isso Jesus não revogou a Lei, apenas a teria interpretado da forma que Deus queria que as pessoas entendessem e não de forma tolerante e cheias de concessões como Moisés, bem intencionado, teria feito devido "a dureza (maldade) dos corações dos homens". Isso não o desvaloriza como profeta apenas evidencia a limitação humana. Jesus então passaria a ter dado o sentido total do que ele havia falado nas Leis no antigo Testamento, vale ressaltar, de que quando eu falo em Leis me refiro aos 10 mandamentos e não as tantas outras leis que haviam entre os judeus. Mas, essa é a minha forma de entender as Escrituras, não é a verdade absoluta, pode na verdade, ser uma grande bobagem. (continua...)

    ResponderExcluir
  17. (continuando...) 6- Jesus nasceu numa manjedoura ou numa gruta, numa caverna ou num templo, numa casa ou no pasto? Não sei. Talvez sim, talvez não. Jesus era rico? Talvez sim, talvez não. O fato é que estamos partindo do principio de que Jesus existiu e eu estou partindo do principio de que Jesus (ainda que fosse rico) não fez nenhum esforço em promover a sua riqueza, pelo contrário, várias vezes enaltecia a pobreza e dava prioridade ao interior do ser humano em detrimento ao exterior (aquilo que se pode ver) do ser humano. Quem me garante isso? Os Evangelhos canônicos. Se esses evangelhos foram adulterados, eu não sei, não posso provar nem que sim e nem que não. Eu posso falar do que está escrito, tal como está escrito lá, outras fontes, pertencem a outro campo de reflexão, eu só posso criticar os evangelhos canônicos usando os próprios evangelhos canônicos. Outras fontes são úteis para um conhecimento a mais do assunto e não para decretar a autenticidade ou não dos evangelhos canônicos. Acreditar ou não é direito de qualquer um. Como já decretei eu não sou guia espiritual de ninguém, portanto não quero converter e nem desconverter a ninguém, eu não possuo igreja.
    7- Sim eu escrevi que as palavras de Cristo (no meu entender) são em sua maioria mais metafóricas e espirituais do que literal, mas, isso não significa que toda a sua mensagem seja predominantemente metafórica e espiritual. Você ficou sem entender a minha posição porque eu não tenho uma posição, acho que a mensagem de Cristo é em algumas partes metafóricas e em outras literais, tal como quando ele falava em parábolas,tal como quando ele disse que destruiria o templo e em três dias (ou mais, vai saber?) o reconstruiria. Pra mim, ele estava sendo totalmente metafórico, pois, o templo era o corpo dele. Tal como ele disse a Pedro que sobre ele edificaria sua igreja. Essa igreja é um templo feito de tijolos, areia, água e cimento? Ou seria uma instituição religiosa mundial que seria maior que o Estado? Ou ainda seria a igreja a união das pessoas que creriam na mensagem do Evangelho, independente de sua nacionalidade, gênero, religião, cultura, situação econômica, estado civil? Difícil dar uma definição. Vai do entendimento de cada um.
    Se seria possível hoje em dia algo como em Lucas 9:3? Creio que não. Pois, a Igreja, e ai eu falo como uma instituição religiosa (seja qual for), se organizou de tal forma, que funciona na verdade como uma empresa e não como "Meu templo é um lugar de oração; mas vocês o transformaram em um covil de ladrões" - Lucas 20:46. Acho que aqui por exemplo, Jesus estava sendo literal e não metafórico. Talvez no começo os apóstolos até conseguiam seguir este mandamento, mas, depois que a "coisa" cresceu, depois que a politica se misturou, o dinheiro passou a ser o deus da religião. Não sou contra o dinheiro, só acho que dinheiro tem uma função específica, e não tem nada haver com espiritualidade, dinheiro não compra a fé e nem traz fé a ninguém.
    Bom minha intenção não é provar nada a ninguém, porque esta é a minha forma de entender as coisas, eu não sigo um dogma, sigo o que sinto e eu sinto as coisas dessa forma, se isto está de acordo com aquilo que a Bíblia escreve ou não eu não sei, sei que sou assim. No fim todo e qualquer debate vai chegar a seguinte conclusão: Vai da fé de cada um em crer ou não em algo e fé está muito além da razão.
    Baseando-me nisso acho que esclareci suas dúvidas, e também agradeço a troca de informações e gostaria posteriormente, se quiser, a gente conversar sobre as outras fontes além da Bíblia e dos Evangelhos Canônicos, não pra declarar a falsidade destes, mas, de repente pra aprender mais sobre estes. "Se os seus olhos forem bons, tudo será bom".
    Att,
    LailaMell.

    ResponderExcluir
  18. Ok, Laila.
    4- "Em minha opinião: A BÍBLIA NÃO É um compêndio cientifico, UM MANUAL DE RELIGIÃO OU AINDA UM MANUAL DA MORAL E BONS COSTUMES. Acredito que as Escrituras É UM LIVRO DE HISTÓRIA."(grifos meus)
    R- Então porque você segue e interpreta a Bíblia não só pela visão histórica, mas pelo que você escreve, por uma visão espiritual?

    4- "Agora se por inspiração entendermos "dar a conhecer uma ideia, informação, conhecimento, segredo, motivar a algo", então, Deus passou a ideia, deu a conhecer, motivou aos profetas a escrever os textos ou falar sobre eles, e estes serviram como um canal. Mas, como canal e este canal sendo provido de vontade própria, Deus, não tinha o total controle sobre estes profetas, eles tinham seu livre-arbítrio para entender e aceitar tal como quisessem, pois, era uma inspiração e não uma psicografia.
    Então a mensagem (ideia) chegou a mente de forma perfeita, mas, na hora de a mensagem ser repassada, de ser transformada em palavras, atos, a cultura, a forma de entender e julgar as coisas influenciaram na maneira como os profetas repassavam as mensagens. Seria como se eu sendo humana passasse uma mensagem, uma ideia, a uma formiga, ela vai me entender? Até vai, mas, vai me entender tal como formiga e não como humana, vai ter suas limitações. Não estou querendo dizer com isso que a mensagem bíblica, que as Escrituras são falsas,erradas, que os profetas são mentirosos, são errados. Absolutamente que não. Só estou querendo dizer que a mensagem dos profetas não é perfeita como Deus assim é (ou seria se partirmos do principio de que Deus é perfeito) a mensagem veio de mentes humanas, mentes limitadas, correta em seu sentido,conforme foi recebida, porém, errada na sua forma de transmissão.Foi isso que eu quis dizer quando disse que Jesus interpretava as Leis da forma correta"
    R- Então, qual a diferença de Jesus(que também era um profeta) para os outros? Ser filho de Deus ou o próprio encarnado? O lado humano dele não poderia ser imperfeito e interpretar a "inspiração" divina errada? Se você considera a Bíblia apenas um livro de história, então toda parte sobrenatural e metafísica são dispensáveis, certo?
    CONTINUA...

    ResponderExcluir
  19. ...CONTINUAÇÃO
    4- "Então a mensagem (ideia) chegou a mente de forma perfeita, mas, na hora de a mensagem ser repassada, de ser transformada em palavras, atos, a cultura, a forma de entender e julgar as coisas influenciaram na maneira como os profetas repassavam as mensagens"
    R- Então isso invalida totalmente as profecias(e isso inclui a de um Messias), pois se Deus quis uma coisa ao povo, mas seus profetas devido a cultura, a forma de entender e julgar as coisas influenciaram na maneira como os profetas repassavam as mensagens, então NADA pode ser garantido e seguido como verdade.

    4-" Com isso Jesus não revogou a Lei, apenas a teria interpretado da forma que Deus queria que as pessoas entendessem e não de forma tolerante e cheias de concessões como Moisés, bem intencionado, teria feito devido "a dureza (maldade) dos corações dos homens, Jesus então passaria a ter dado o sentido total do que ele havia falado nas Leis no antigo Testamento, vale ressaltar, de que quando eu falo em Leis me refiro aos 10 mandamentos e não as tantas outras leis que haviam entre os judeus."
    R- Mas se o mesmo Deus que deu a Tábua das Leis à Moisés, foi o mesmo que deu ao mesmo as outras Leis(cheias de concessões), por que você considera só a tábua dos 10 mandamentos e não as outras Leis que haviam entre os judeus?

    6- "Os Evangelhos canônicos. Se esses evangelhos foram adulterados, eu não sei, não posso provar nem que sim e nem que não."
    R- Recomendo o livro: O que Jesus Disse ? o que Jesus Não Disse ? de Bart D. Ehrman. Leia e depois volte pra deixar sua opinião.

    CONTINUA...

    ResponderExcluir
  20. ... CONTINUAÇÃO
    7-"Bom minha intenção não é provar nada a ninguém, porque esta é a minha forma de entender as coisas, eu não sigo um dogma, sigo o que sinto e eu sinto as coisas dessa forma, se isto está de acordo com aquilo que a Bíblia escreve ou não eu não sei, sei que sou assim."
    R- Concordo com o que você disse. Só uma pergunta, você disse aqui que não segue dogmas. Bem, você crê em Jesus como Deus ou filho do mesmo(ou os 2!)? Só Jesus salva? Você lê outros livros de outras religiões?
    Agradeço por sua paciência e boa vontade!
    Leandro

    ResponderExcluir
  21. Puxa Leandro, eu achei que expliquei tão bem, mas, foi isso que você entendeu? rsr...
    Cada um interpreta a Bíblia da forma que bem entender, se alguém por exemplo quiser jogá-la no lixo vai da decisão da pessoa. Se eu vejo na Bíblia algo espiritual é porque tem coisas que li lá que pra mim fazem algum sentido e é um sentido que está acima de coisas naturais, é algo metafísico, fé é fé cada um tem a sua, ninguém tem que ficar se justificando e dando uma explicação cientifica, fé se sente e pronto, assim como quando você perde a fé, se perdeu e pronto, não tem muitas explicações a dar pra agradar e nem desagradar a ninguém. Quando digo que a Bíblia a meu ver é um livro de história, não é a história tal como a do Brasil, a dos Estados Unidos, ou de Israel, é a história com todas as suas contradições e mitos (se preferir) do povo hebreu narrando os acontecimentos de seu relacionamento com Deus e de Deus com o povo, a história é nesse sentido. Você está dizendo que Jesus era um profeta, tem alguns que creem que Ele é Deus, outros o Filho de Deus, outros que Ele era um baderneiro, outros que Ele era um mito, como vê vai do entendimento de cada um. Se você acha que Ele é um profeta Ele poderia ser imperfeito sim e sua interpretação também, mas, sendo Deus e Deus sendo perfeito não, são só suposições. Não considero que a Bíblia é apenas um livro de história, ele pode ser sentido e avaliado de várias formas,inclusive de forma sobrenatural. A parte sobrenatural e metafísica é dispensável se para quem lê ela for dispensável, vai do que você pensa e sente, se você quiser ver Deus na Bíblia você vai ver, se você não quiser não vai ver, já disse que fé vem de sentir, não tem explicação racional, se sente e pronto, ou se tem ou não, eu não estou afirmando nada, já falei que não sou sacerdote e nem juiz de nada e nem de ninguém. Me desculpe, mas, não estou entendendo suas colocações, parece que você quer que eu prove algo a você, coisa que eu não posso fazer. Acho que tem pessoas mais qualificadas pra isso de repente o próprio administrador desse site que já tem uma opinião formada ou você pode perguntar pra um sacerdote ou guia espiritual, com certeza, qualquer um desses vai te convencer de alguma coisa, já que, ao que parece, é isso que está buscando, convencimento, algo esse, que eu não posso te oferecer!

    ResponderExcluir
  22. Oi, Laila.
    Peço desculpas se te ofendi ou perturbei sua paz, não foi minha intenção.
    Você tem o direito de ter sua fé e não ter que prestar explicações a ninguém. É que a metafísica que envolve a fé me é interessante, por isso vem as perguntas!
    Não procuro convencimento e sim conhecimento. Conhecimento que vem da interação com pessoas(como essa nossa aqui!), da leitura de livros religiosos, filosóficos, científicos e até mesmo paradidáticos e da observação da vida!
    Perdoe-me mais uma vez(de coração)se perturbei sua paz.
    Leandro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leandro,
      Não me senti ofendida, mas, me senti de certa forma pressionada a dar uma explicação cientifica e racional que agradasse a seu Ego sobre a minha fé, coisa que não posso fazer e se tentasse fazer provavelmente iriam surgir mais e mais questões de sua parte a ponto de você dizer que eu não sei argumentar (como muitos aqui fazem). Quando na verdade acho um pouco imbecil tentar explicar algo que independe da razão, pois, se estamos partindo de um principio de que exista o sobrenatural, então as leis naturais, logo a razão não se aplicam, visto que a ciência diz que usamos cerca de 10% de nossa capacidade mental, será que se usássemos os outros 90% não teríamos o pleno conhecimento da existência ou não de um mundo espiritual/sobrenatural? Difícil responder, pois, não temos esses 90,80%, não importa a porcentagem visto que da mesma forma não usamos toda a nossa capacidade mental. Então eu divido a minha vida assim o que faz parte do mundo natural, a ciência explica, o que faz parte do mundo sobrenatural, ás vezes (enfase no ás vezes)a religião, a espiritualidade, a parapsicologia pode tentar explicar, o que eles não explicam fica pra um futuro próximo onde possivelmente evoluiremos (ou não) para isso. Enquanto isso não acontece, eu, quando digo não seguir dogmas, significa que eu não frequento nenhuma igreja de nenhuma religião, porém, pratico o que chamo de principios espirituais Yoga (tântrica), 12 passos e os EE de Inácio de Loyola,a mim, por enquanto, essas praticas me servem e não as imponho a ninguém e muito menos prejudico a ninguém, nem as encaro como religião. Quanto a sua pergunta se Jesus salva, depende do que você entende por salvação. Como sempre caímos naquela de que tudo depende da visão de mundo que a pessoa tem de si mesmo e dos outros. Não preciso te perdoar de nada, porque não fiquei com raiva, só não me senti útil para satisfazer suas indagações, foi só isso. Fica em paz também.

      Excluir
  23. Ok, Laila. Fiquemos em paz.
    Leandro.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, queira ler os artigos Critérios para se Aprovar Comentários e Respostas à Alguns Comentários. Obrigado pela visita e pela participação!

Comentarios Recentes

Compartilhe este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Search Our Site