sábado, 9 de fevereiro de 2013

A Aparição dos Anjos no Túmulo de Jesus
por Eduardo Galvão

ANJOS, MULHERES, TÚMULO, JESUS, RESSURREIÇÃO
Quando lemos os relatos evangelísticos observamos várias diferenças dignas de nota. Estou tratando sobre essas diferenças há algum tempo aqui no blog. Nessa postagem, gostaria de mencionar especificamente o que levou as mulheres a proclamar a Ressurreição.

As diferenças são bem significativas. Quando lemos Mateus, por exemplo, no capítulo 28 versículos 1 em diante, observamos a chegada das mulheres ao túmulo, onde elas testemunham um grande terremoto (v.2a), um anjo descendo e rolando a pedra. (v. 2b) Todos ficam aterrorizados, inclusive os guardas. (v. 4) Depois dessa manifestação angelical, “o anjo, dirigindo-se às mulheres, disse: Não temais; porque sei que buscais Jesus, que foi crucificado... Ide, pois, depressa e dizei aos seus discípulos que ele ressuscitou dos mortos...”. A palavra traduzida aqui por “ide” πορεύομαι (gr.: poreoumai) é a mesma palavra que aparece na Grande Comissão, em Mateus 28:18a, onde Jesus disse, “Ide, e fazei discípulos”. O anjo, antes da ordem, convida as mulheres ao dizer “vinde ver onde ele jazia”. A sequência então segue-se da seguinte forma: As mulheres encontram o anjo na entrada do sepulcro, são convidadas para entrar e ver o lugar onde Jesus “jazia”, verbo no passado, o que indica que ele não mais estava ali. Depois disso, o anjo as exorta a ir proclamar a Ressurreição para os demais discípulos.

Evangelho de Mateus: O anjo recepciona as mulheres fora do sepulcro, mostra o local sem o corpo de Cristo e as exorta a proclamar a Ressurreição aos discípulos.

Levando agora em consideração o Evangelho de Marcos, observamos um quadro bem diferente. As mulheres se dirigem ao túmulo se perguntando quem iria remover a pedra da entrada para que elas pudessem entrar. (v.2, 3) Quando chegam ao local percebem que a pedra já está rolada. (v.4) Uma vez que a entrada está desobstruída, elas entram sem exitar e é dentro do recinto que ocorre o encontro angélico. O anjo parece um jovem de branco. É ai que ocorre o primeiro impacto, não foi terremoto, não foi pedra rolando, nem muito menos um anjo sentado na pedra para recepcioná-las e sim um anjo já dentro do sepulcro. (v.5)

Lógico que, ao vê-la naquele estado emocional, o anjo termina por dizer palavras similares as do anjo de Mateus, frase essa que, na verdade, é um perpetuação fraseológica judaica, “não vos aterrorizeis”. (v. 6a) O anjo diz para elas ficarem calmas e que o Jesus que elas procuram não está mais ali, mas ressuscitou dos mortos. (v.6b) Depois dessa palavras, elas recebem a ordem de ir e proclamar aos demais discípulos que Jesus havia ressuscitado.

Evangelho de Marcos: O anjo recepciona as mulheres dentro do sepulcro, mostra o local sem o corpo de Cristo e as exorta a proclamar a Ressurreição aos discípulos.

A cada instante que percorremos aos detalhes dos Evangelhos canônicos, fico admirado em como os detalhes falam bastante e quantos recursos literários são usados para se engendrar o mito. Quando abrimos nossas Bíblias no Evangelho de Lucas cap. 24, obtemos algumas similaridades. As mulheres compram aromas para o corpo de Jesus e vão ao túmulo (v.1), chegando no local, encontraram a pedra fora do lugar. (v.2) Nenhum anjo as recepciona fora do sepulcro, não há terremoto, nem anjo descendo do céu, nem sentado na pedra. Elas entram e continuam sem ter nenhum encontro angélico, diferente do Evangelho de Marcos, elas não recebem nenhuma ordem angelical para olhar o lugar onde estava o corpo de Jesus; compare Lucas com Marcos e Mateus e verá que, no caso de Lucas, as mulheres já olham direto o local onde estava o corpo e não encontram Jesus, ou seja, nesse caso, não foi necessário nenhum anjo dizer vede o lugar onde tinha posto, como em Mateus e Marcos.

Depois que as mulheres não acham o corpo (v.3) é que ocorre o encontro angélico. Diferente de Marcos, em Lucas são dois anjos que aparecem para as mulheres. (v.4) Os anjos perguntam porquê elas estão procurando Jesus em um sepulcro, afinal, ele está vivo (v.5) Em nenhum momento os anjos fazem aquela exortação “vede o lugar onde o tinha posto”, e o motivo disso é claro, elas já tinham visto o lugar mesmo antes da aparição dos anjos. Os seres angelicais dizem que Jesus não está mais no túmulo, pois ele ressuscitou dentre os mortos. (v.6) Depois os anjos relembram alguns palavras de Cristo (v.7), as mulheres se lembram dessas palavras (v.8) e então elas saem a proclamar a Ressurreição de Jesus.

Evangelho de Lucas: As mulheres são recepcionadas dentro do sepulcro e por dois anjos que não as exorta a olhar o local onde estava o corpo de Jesus.

Para concluir tudo, vemos a grande diferença de todos os outros Evangelhos, naquele que chamamos de Evangelho Segundo João. No cap. 20 e versículo 1 de João, Maria Madalena vai ao sepulcro e ,quando chega lá, ela encontra a pedra removida e somente. Ela não vê terremoto, nem anjo descendo do céu, ninguém a recepciona na entrada, ela nem mesmo entra no sepulcro, nem encontra com dois anjos dentro do recinto. Quando ela vê que a sepultura estava aperta, já sai correndo para falar com os demais discípulos. Dos versículos 3-10, são os discípulos homens que entram no sepulcro, acham o linho que envolvia o corpo de Cristo, mas somente isso, não há qualquer encontro angélico. Somente no versículo 11 é que observamos Maria Madalena chorando na entrada do sepulcro e olhando para dentro do mesmo, mas sem entrar no local, momento em que observa dois anjos que perguntam porquê ela está chorando. (v.12) e ela responde que está chorando porque alguém havia levado o corpo de Jesus. (v.13) Dos versículos 14 em diante, o Messias ressuscitado se revela para a mesma.

Evangelho de João: Não há terremotos, nenhum anjo desce dos céus e se senta sobre a pedra, Maria Madalena está sozinha, ao olha a sepultura aberta, já sai correndo para falar isso aos discípulos, eles vão correndo achando que alguém violou o túmulo do Mestre, entram e nada encontram, exceto o lençol, depois disso vão embora. Maria Madalena fica chorando achando que roubaram o corpo de Jesus, pois até ai nenhuma ideia de Ressurreição havia sido compreendida ou anunciada. Nesse instante, ela, da entrada do sepulcro, olha pra dentro e vê dois anjos cuja única coisa que perguntam é o motivo pelo qual ela está chorando e depois a mesma se encontra com Cristo fora do sepulcro.

O encontro angélico com as mulheres é cheio de discrepâncias e diferenças significativas. O que ocorreu com as mulheres ao chegarem no sepulcro vai depender do Evangelho que estiver lendo. Sendo, claro, que muitos defensores do Cristianismo vão dizer que são apenas OMISSÕES e que, na verdade, os relatos se completam; mas, analisando literariamente, podemos perceber claramente que são apenas versões e acréscimos de uma lenda, a lenda o Túmulo Vazio de Jesus.

10 comentários:

  1. não tenho nem pena de vc.
    vc se com sidera tão inteligente...talvez vc deva considerar que os 4 evangelhos foram escritos por 4 pessoas diferentes em épocas diferentes...e alguns eram testemunhas oculares e outros eram historiadores...como vc queria que cada palavra fosse idêntica?
    outra coisa as diferenças é que completam as escrituras pois aquilo que um escritor deixou de registrar o outro registrou e mais vc precisa logo se converter a cristo pois ele vai te surpreender a qualquer instante desses.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiro, obrigado pela visita. Segundo, você não explicou nada que escrevi no texto. Terceiro, não são diferenças, mas sim CONTRADIÇÕES. Quarto, tou morrendo de medo porque Jesus tá voltando. Quinto e por último, como posso esperar que um cara que escreve "com sidera" [ao invés de "considera", uma palavra básica em português que qualquer aluno de ensino fundamental sabe] poderia entender alguma coisa da Bíblia, principalmente ainda quando se trata de assuntos textualmente complexos?

      Minha maior dificuldade no que diz respeito a debater com os crentes que chegam aqui é a falta de conhecimento do próprio idioma que supostamente deveriam falar... não é à toa que creem em qualquer coisa.

      Excluir
  2. Uma lenda que mudou a história, que nem reis nem papas conseguiram destruir e esconder pra sempre. Se não for o mais vendido, está entre os mais vendidos em todo o mundo. Escrito a milhares de anos, sua mensagem ainda é atualizadíssima. Seu teor é o amor a Deus e a nosso semelhante. Nenhum outro profeta, lider religioso, etc teve tanto poder mudar a história. Só existe antes de Cristo e depois de Cristo. Concordo com você com as contradições e sou contra os falsos pastores e falsos mestres que usam a biblia para enriquecer. Mas se seu coração estiver apto somente para criticar pode ser que você deixe de perceber quanto conselhos maravilhosos pode encontrar ali e perceber que essas contradições que você citou não alteram em nada a verdade de um Deus que cuida, que proteje suas criaturas que muitas vezes andam fugindo dele colhendo seus próprios frutos e depois culpam a Deus de seus próprios erros.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e pelo comentário.

      “Uma lenda que mudou a história, que nem reis nem papas conseguiram destruir e esconder pra sempre. Se não for o mais vendido, está entre os mais vendidos em todo o mundo. Escrito a milhares de anos, sua mensagem ainda é atualizadíssima. Seu teor é o amor a Deus e a nosso semelhante. Nenhum outro profeta, líder religioso, etc teve tanto poder mudar a história. Só existe antes de Cristo e depois de Cristo.”

      R.: Então se uma história é muito boa automaticamente é verdade? A adoração a Hórus foi a mais prolongada em toda a história da humanidade, seu culto permeou toda mesopotâmia e mediterrâneo, e durou 4 mil anos, mas nem só por isso você o considera realmente filho de Deus. Não sei se é de seu conhecimento, mas a.C e d.C só existe pra gente no Ocidente.

      “Mas se seu coração estiver apto somente para criticar pode ser que você deixe de perceber quanto conselhos maravilhosos pode encontrar ali”

      R.: Creio ser uma ousadia você presumir o que tenho no coração. Eu não deixo de reconhecer os ‘conselhos maravilhosos” que podemos encontrar ali.

      “Perceber que essas contradições que você citou não alteram em nada a verdade de um Deus que cuida, que proteje suas criaturas que muitas vezes andam fugindo dele colhendo seus próprios frutos e depois culpam a Deus de seus próprios erros.”

      R.: Olha, pra você que tem provavelmente casa, carro, roupa e saúde seja fácil ver assim. Difícil é uma criança desnutrida da África ver indícios desse amor quando nem sequer chove, quando temos um Deus que mandou um dilúvio para matar. Não sou ateu, mas esse seu argumento não possui efeito, nem é convincente.

      Excluir
  3. Crer em algo que não se vê é fé. Ninguém poderá crer no Cristo ressuscitado e nas sagradas escrituras pela razão. E somente pela fé conseguimos contemplar as revelações que Deus faz de si mesmo através das escrituras. Se você não tem fé para crer nestas verdades, não perca seu tempo.salmos 14:1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Digo o mesmo para você.... se você acredita e tem fé não perca seu tempo vindo aqui. :-)

      Excluir
  4. DEUS????? Até o OZZY OSBOURNE diz que acredita. Ninguém esperava essa!!!! Nem eu que adoro o Criador.

    ResponderExcluir
  5. Cara, vc. está delirando. Acorda, cara.....!!!

    ResponderExcluir

Antes de comentar, queira ler os artigos Critérios para se Aprovar Comentários e Respostas à Alguns Comentários. Obrigado pela visita e pela participação!

Comentarios Recentes

Compartilhe este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Search Our Site