quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Quando eu converso com amigos ex-Tjs, sempre comentamos sobre como os membros dessa religião não se cansam de ouvir as mesmas coisas, pois o ensino das Testemunhas de Jeová é repetitivo ao extremo.

Isso fica bem evidente no caso das publicações, principalmente a revista A Sentinela, a revista que publica seus estudos bíblicos. Como os estudos são sempre repetitivos, sempre nos perguntávamos, depois de nossa saída da religião, se os líderes realmente escreviam literalmente cada palavra na revista.

Cogitamos a possibilidade de, talvez, o Corpo Governante usar algum software que selecione trechos de antigas revistas A Sentinela e pudessem assim montar rapidamente vários “novos” estudos bíblicos.

Lógico que, até então, isso só passava de uma hipótese. Não obstante, analisando aleatoriamente alguns trechos da revista, consegui o que poderíamos considerar a prova da nossa teoria.

Se você for estudante das Testemunhas de Jeová, curioso, interessado, ou mesmo irmão, observe a frase: “a presença invisível de Cristo como Rei reinante começou em 1914 e que, desde então, estamos nos últimos dias deste mundo perverso”. Ela se encontra literalmente igual em duas publicações:
O fato de que tudo isso está próximo é reforçado pelas evidências de que a presença invisível de Cristo como Rei reinante começou em 1914 e que, desde então, estamos nos últimos dias deste mundo perverso. No fim destes últimos dias, Jeová destruirá o atual sistema mundial e introduzirá o prometido novo mundo. (wt cap. 20 p. 175 par. 1)
A proximidade de tudo isso foi enfatizada pela evidência de que a presença invisível de Cristo como Rei reinante começou em 1914 EC e que, desde então, estamos nos últimos dias deste mundo iníquo. (uw cap. 23 p. 176 par. 1)
Perceba que a única diferença nesse caso, para terminar o parágrafo, foi a mudança do vocábulo “perverso” para “iníquo”, mudança de sinônimos. Observe agora, à baixo, um parágrafo inteiramente copiado.
“Com a morte de João, o último apóstolo, esta série fidedigna de homens divinamente inspirados chegou ao fim. E por isso encerrou-se o cânon bíblico com a Revelação, o Evangelho de João e suas cartas. Os sessenta e seis livros de nossa Bíblia, por meio de sua harmonia, atestam a unicidade da Bíblia e a recomendam a nós como sendo deveras a inspirada palavra de verdade de Jeová.” (sg estudo 3 p. 17 par. 10)
“Os apóstolos falavam claramente com autoridade divina. Por meio do espírito santo, eles tinham “discernimento de pronunciações inspiradas” quanto a se tais eram de Deus ou não. (1 Cor. 12:4, 10) Com a morte de João, o último apóstolo, esta série fidedigna de homens divinamente inspirados chegou ao fim. E por isso encerrou-se o cânon bíblico com a Revelação, o Evangelho de João e suas cartas.

Os sessenta e seis livros de nossa Bíblia, por meio de sua harmonia, atestam a unicidade da Bíblia e a recomendam a nós como sendo deveras a inspirada palavra de verdade de Jeová.” (w71 15/10 p. 613)
Esses são apenas dois exemplos de uma busca rápida que fiz. Todos os que estão familiarizados com as Testemunhas de Jeová sabem muito bem que existe o que chamamos costumeiramente de CD-ROOM, que é uma biblioteca digital de praticamente todas as publicações fornecidas pela religião, livros, revistas, tratados, etc, de várias décadas.

Ora, a Organização das Testemunhas de Jeová é conhecida pelos seus vários engenheiros de software que fazem trabalhos de excelente qualidade, inclusive de tradução.

Não ficaria admirado de saber que eles têm um software próprio que faça busca por assuntos, selecione trechos apropriados e simplesmente montem seus estudos bíblicos, alterando pequenas porções.

Qual o problema disso tudo? Bom, isso, sem dúvidas, é mais uma forma de lesar os membros da religião, pois a mesma vende a imagem de estarem cumprindo a incumbência bíblica de preparar o alimentando [espiritual] no tempo apropriado, conforme Mateus 24:45-47.

Outra imagem que é vendida é de serem por completo dedicados à produzir o que há de melhor e novo em matéria de conhecimento bíblico para seus membros. Além disso, eles costumam ensinar que as publicações novas são todas guiadas e instruídas pelo próprio Jeová.

Nada disso pode ser mais longe da verdade. Os líderes da Testemunhas de Jeová podem ser comparadas àquelas pessoas que, quando não têm mais assunto, ficam repetindo as coisas que já falaram, em um ciclo tedioso para quem escuta.

Ao invés de produzirem algo instrutivo, de darem o melhor em informações para seus membros, de aumentarem o conhecimento de seus integrantes, eles apenas remontam velhos estudos bíblicos, vendendo-os como algo novo.

Ao fazerem isso, estes mantêm centenas de pessoas ocupadas, lendo as mesmas coisas sem se aperceberem, ao passo que seus leitores, ao mesmo tempo, enganam-se, sendo gratas pelas instruções “novas”, advindas de “Deus”.

2 comentários:

  1. Eduardo, eu já li muito as publicações das TJs. Li vários anos de A Sentinela e Despertai! Notei a repetição especialmente nos artigos de estudo de A Sentinela. Percebi que os artigos direcionados ao público sempre tocam nos mesmos temas gerais. Mas as próprias testemunhas não veem problema nisso. Argumentam que na Bíblia há muita repetição e que o próprio Jesus repetiu várias vezes o mesmo ensino. De qualquer forma, admiro o empenho delas em divulgar aquilo que creem que é a verdade. Não faz muito tempo que entrei no site delas o jw.org e fiquei impressionado com a quantidade de idiomas e com o que mais elas lá divulgam que estão fazendo mundo afora apenas com donativos. Fico pensando o que esse povo não faria se cobrasse o dízimo! Em tempo, há outra coisa desse povo que me impressionou, o que suportaram nos regimes nazista e comunista. Depois que vi uma exposição delas sobre o Holocausto, e lógico, suas publicações que sempre alardeiam a coisa, fiz uma pesquisa do assunto em fontes independentes e imparciais e confirmei aquilo que elas dizem. Sei que você dirá que aquelas TJs morreram ou sofreram em vão, mas as admiro porque as virtudes que elas demonstraram estão cada vez mais raras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Antônio, seja muito bem-vindo ao meu blog e agradeço seus comentários em vários textos.

      “Mas as próprias testemunhas não veem problema nisso.”

      R.: Na verdade, elas veem sim. Em 2005-2008 saíram vários artigos e vários discursos entre as TJs dizendo para não se importarem com as repetições. Fui servo ministerial por 8 anos, posso falar com propriedade; toda vez que há insistência nos artigos e discursos é porque muitos irmãos ao redor do mundo andam reclamando... eu era um que reclamava! O problema é que eles são COAGIDOS a não expressarem isso.

      “Não faz muito tempo que entrei no site delas o jw.org e fiquei impressionado com a quantidade de idiomas e com o que mais elas lá divulgam que estão fazendo mundo afora apenas com donativos. Fico pensando o que esse povo não faria se cobrasse o dízimo!”

      R.: Estou lutando para acreditar que você não é tão inocente a ponto de acreditar que as TJ se sustentam só com os donativo! Tem irmão que acredita que Jeová faz multiplicar o dinheiro kkk. Cara a organização é multimilionária, eles têm empresas em todos os continentes, nem eles mesmos negam isso. Muitos irmãos milionários morrem e deixam tudo para a organização, há até incentivo para isso nas publicações; cansei de fazer palestras dizendo isso no salão quando era TJ. Eles só falam dos donativos para vender uma imagem, a imagem de religião honesta, que não cobra dízimo, não tem corrupção... a verdade é que eles são milionários. Posso te passar uns documentos onde mostram que entre as inúmeras ações que a organização tem, consta empresas de armamento militar, de cigarro e de vídeo games! Interessante que ao serem indagados, os representantes NÃO NEGAM, mas como sempre, conseguem com lábia para justificar os motivos. Os donativos representam no máximo 4% da renda da Organização.

      “Em tempo, há outra coisa desse povo que me impressionou, o que suportaram nos regimes nazista e comunista”.

      R.: Legal, você se surpreendeu também como os judeus que também suportaram com fé todas as provações? Afinal eles foram mil vezes mais perseguidos que as TJs... “há, mas não importa, meus olhos só veem o que as TJs sofreram”, muito fácil, não?! Interessante que, se você por pesquisar, até gays, que foram também perseguidos no Nazismo, suportaram até o final as perseguições... TJs eram menos de 15% dos perseguidos. Eles fizeram o que se espera de pessoas que acreditam no que acreditam, mesmo que seja numa estupidez.

      “Depois que vi uma exposição delas sobre o Holocausto, e lógico, suas publicações que sempre alardeiam a coisa, fiz uma pesquisa do assunto em fontes independentes e imparciais e confirmei aquilo que elas dizem.”

      R.: Talvez você não acredite, mas fui guia nessa exposição em minha cidade Natal, Rio Grande do Norte. Eles aumentam muita coisa para vender a imagem de pobres coitados lutando pela fé. Gostaria de saber quais “fontes independentes foram estas”!

      “admiro porque as virtudes que elas demonstraram estão cada vez mais raras.”

      R.: Cara, isso é uma impressão que muitas pessoas têm. Leia um livro top, autoridade no assunto de um dos maiores cientistas vivos, Steven Pinker, Os Anjos Bons da Nossa Natureza, de quase mil páginas. Ele é psicólogo de Havard. Resumindo, hoje a humanidade é mil vezes mais virtuosa que no passado, ou seja, as pessoas são melhores.

      As TJs têm muita coisa boa, mas as ruins ultrapassam incomensuravelmente.

      Excluir

Antes de comentar, queira ler os artigos Critérios para se Aprovar Comentários e Respostas à Alguns Comentários. Obrigado pela visita e pela participação!

Comentarios Recentes

Compartilhe este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Search Our Site