sábado, 21 de julho de 2012

JÓ, TERRA, PLANETA, SUSPENSA, NADA, CIÊNCIAUm dos versículos que, mesmo depois de abandonar o Cristianismo, eu ainda considerava profundamente enigmático era Jó 26:7b. Nessa parte do versículo, nós somos informados que Yahweh “suspende a Terra sobre o nada.” Poderia haver declaração mais surpreendente?

Na antiguidade, quando se escreveu a Bíblia, havia muita especulação sobre como a Terra era sustentada no espaço. Alguns acreditavam que ela era sustentada por quatro elefantes em pé sobre uma grande tartaruga-do-mar. Nesse caso, então, dizer Jó que a Terra é suspensa “sobre o nada” iria, de fato, contra qualquer concepção cosmológica da época. Quando o homem foi à Lua, pôde-se comprovar que a Terra é mesmo suspensa sobre “nada”, como se estivesse flutuando sobre o espaço.

Vejamos alguns comentários de como esse versículo é interpretado para provar que a Bíblia é inspirada por Deus.



A Bíblia fala também de Deus como ‘suspendendo a terra sobre o nada’ ou “sobre o vazio”. (Jó 26:7) Em vista do conhecimento disponível em 1600 AEC, aproximadamente, quando essas palavras foram proferidas, seria necessário um homem de sabedoria excepcional para afirmar que um objeto sólido poderia ficar suspenso no espaço sem nada para sustentá-lo. [1]

“É impressionante que Jó 26:7 apresenta o mundo então conhecido como suspenso no espaço. Ao fazer isso, ele antecipa (no mínimo!) uma descoberta científica futura.” [2]

Diversos sites de defensores do Cristianismo, bem como de assuntos relacionados com a Bíblia e a Ciência moderna, comentam coisas dessa natureza:


“Além disso, a partir do livro de Jó temos: “Ele estende o norte sobre o vazio, ele suspende a terra sobre o nada.” (Jó 26:7) Deve notar-se que apenas no último século os cientistas acreditaram que o espaço consistia de uma substância hipotética chamada Éter (não o produto químico), que era o meio entre os corpos celestes. Além disso, os pagãos da época acreditavam em coisas como um personagem mítico, Atlas, que apoiava os pilares que sustentavam o céu e a terra, e mais tarde levou a Terra nos seus ombros.” [3]

Notas de roda pé em Bíblias de estudo impressionam os leitores com asseverações como essas sobre Jó 26:7:

“As lindas fotos tiradas pelo Apolo 10 dão realce empolgante a esta doutrina.” [4] A doutrina da terra suspensa sobre o nada.

“Estende o norte sobre o vazio sem apoio nenhum além do poder de Deus. Assim, a terra também está suspensa no espaço sem qualquer outro apoio, além do poder divino [...]” [5]

Quando comecei a questionar minha fé e passei a buscar novamente as respostas sobre se a Bíblia era ou não inspirada por Deus, eu já havia analisado e refutado todos os outros argumentos relativos à inspiração bíblica, embora, como Testemunha de Jeová, eu não podia conversar sobre essas descobertas com ninguém. Mas, sinceramente, Jó 26:7b ainda continuava um mistério para mim. Não obstante, eu tinha convicção que, assim como as outras pseudo-provas da inspiração, essa também um dia teria uma resposta satisfatória, bastava apenas tempo e bastante pesquisa para compreendê-la.

Um dia sentei, abri a Bíblia em Jó 26:7 e li com bastante atenção:

“Ele estende os céus do norte sobre o espaço vazio; suspende a terra sobre o nada.” [6]

De repente, a lâmpada das ideias acendeu! A forma exegética para se encontrar o verdadeiro significado desse versículo estava no gênero literário do livro de Jó e na característica poética chamado de paralelismo. Embora pareça um pouco chato, mas é extremamente importante que vocês entendam esse mecanismo de interpretação textual.

§ 1 Gênero Literário

O livro de Jó pertence ao gênero poético dentro da literatura sapiencial. A poesia hebraica é diferente da nossa em português, pois ela não é representada por rimas e sim por paralelismos.

O núcleo central do livro é a poesia, definida como jóia dentro de um prólogo e um epílogo da prosa épica. [...] Junto com Provérbios, Eclesiastes e, em certo sentido, o Cântico de Salomão. Jó pertence ao gênero Sabedoria (hokmâ), um tipo de escrito amplamente ilustrado em uma variedade de formas na literatura do Antigo Oriente.” [7]


Em 1959, Norman K. Gottwald observou que Jó é “...uma obra tão única que não se encaixa em nenhum gênero literário da antiguidade ou modernidade.” [8]. No entanto, de forma geral, os acadêmicos no campo bíblico concordam de forma unânime que o gênero do livro é poético, com prosa e teor sapiencial.

“A obra prima da literatura do movimento sapiencial é o livro de Jó. Começa com uma narração em prosa.” [9]

“Isto quer dizer que uma parte do livro é prosa, e outra poesia.” [10]

“Jó é o primeiro livro na seção de poesia. Sua colocação não nos diz que é o mais antigo dos livros de poesia.” [11]

“O Prólogo, Jó 1 e Jó 2:1-13, uns poucos versos no começo do capítulo 32 (Jó 32:1-6), e o Epílogo (Jó 42:7-17) são escritos em prosa narrativa. O resto do livro (exceto pequenas sentenças introduzidas pelos oradores) está em poesia.” [12]


Uma vez que determinamos seu gênero literário, agora partimos para uma das chaves para sua interpretação bíblica, i.e, o paralelismo poético de Jó.

§ 2 Paralelismo Poético

Como mencionado na seção anterior, a característica principal da poesia hebraica é o paralelismo. Às vezes, os escritores bíblicos escreviam algo e, logo em seguida, construíam outra frase que mostrava o significado da primeira ou ajudava na compreensão da primeira sentença.[13] A chave para desvendar esse mistério está na compreensão do texto de Jó como paralelismo poético hebraico.

“Uma compreensão do paralelismo, metro, e estrofes é uma ajuda para a interpretação de Jó. A poesia hebraica não se caracteriza pela rima ou padrões de aliteração, mas por paralelismo.” [14]

“O paralelismo tem sido reconhecido como um dispositivo de estruturação fundamental da poesia hebraica. Uma estrutura comum paralela consiste em duas linhas, os membros da primeira correspondente em algum sentido as membros da segunda linha. [...] A maioria das características padrão formal da poesia hebraica são apresentados em Jó.” [15]

“A existência de jogo de palavras no hebraico bíblico e na língua semita, em geral, é bem conhecido e é comumente aceito. Certos tipos de jogo de palavras têm sido bem estudados. Por exemplo, trocadilho ou jogo de som, é o tema da obra clássica de I.M Casanowicz, de inúmeros artigos de uma variedade de estudiosos, e do recente livro de M. Garsiel, dedicado ao jogo de sons em nomes bíblicos [...] Entre o último é o tipo de jogo de palavras conhecido como paralelismo polsemous, ou mais comumente, paralelismo de Janus.” [16]

Observe os exemplos abaixo em outros livros bíblicos:

“A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho.” (119:105)

Nós temos:

  • “Lâmpada que ilumina”.
  • “Luz que clareia”.

Observe que as duas afirmações são paralelas, são as mesmas ideias com outras palavras.

“Meu filho, meus ensinos não esquecerás e meus mandamentos no teu coração guardarás.” (Provérbios 3:1)

Nós temos:

  • “Não esquecerás”.
  • “No teu coração guardarás”.

Uma ideia é paralela a outra (não esquecer os mandamentos é igual a guardar os mandamentos). A primeira parte ajuda a entender a segunda, pois a mesma a completa. Em outras palavras, não esquecer os mandamentos de Yahweh significa guardá-los.

Como mencionei, às vezes, os paralelos eram de repetição de ideias, mas também poderiam ser usadas imagens diferentes para conceitos similares. Outro exemplo é o uso de termos identificadores, onde o segundo termo é uma definição do primeiro.

“Yahweh, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte?” (Sl. 15:1)


Nós temos:

  • “Habitará”.
  • “Morará”.

Bem como:

  • “teu Tabernáculo”.
  • “teu santo Monte”.

Daí, nós perguntamos: O que é o “Tabernáculo” de Yahweh? Ora, o tabernáculo de Deus nada mais é que o seu “santo Monte.” A segunda expressão explica a primeira de forma paralela. Há exemplos a perder de vista de paralelismos poéticos na literatura bíblica.

§ 3 Entendendo Jó 26:7

Como vimos, o gênero literário do livro de Jó é poético, portanto, esse mecanismo que acabamos de explicar está presente no texto, em especial, no texto de Jó 26:7. Vamos citá-lo mais uma vez:

“Ele estende os céus do norte sobre o espaço vazio; suspende a terra sobre o nada.” [17]


Vamos analisá-lo agora pelo mesmo mecanismo. Nós temos, nesse caso:

  • “Os céus do norte”.
  • “A terra”.

Temos:

  • “Estende”.
  • “Suspende”.

E por último, nós temos:

  • “Vazio”.
  • “Nada”.

Logo de início observamos claramente as ideias paralelas e como elas lançam luz sobre seus respectivos significados. Esse ponto é de suma importância: Se conseguirmos entender em que sentido os “céus do norte” estão estendidos sobre “o espaço vazio”, poderemos logo compreender como “a terra” está “suspensa sobre o nada”, pois as ideias são paralelas.[18]

Quando o escritor do livro de Jó disse “espaço vazio”, no início do versículo, ele usou a palavra תּהוּ (heb.: tohu) que é exatamente a mesma palavra usada em Genesis 1:2a,[19] que nos diz que a terra estava “sem forma e vazia”. Precisamos agora entender a expressão “sem forma e vazia”, pois só assim entenderemos o “o espaço vazio” do texto de Jó. Em Jeremias 4:23, lemos:

“Observei a terra, e eis que era sem forma e vazia; também os céus, e não tinham a sua luz.” [20]


Note que o profeta emprega a mesma expressão de Gênesis 1:2. Ninguém acreditaria que nos tempos de Jeremias o planeta estava ainda sem forma. Na verdade, contextualizando as mensagens do profeta, entendemos que devido os pecados do povo de Yahweh, Judá ficou devastada, desolada, uma ruína total. Albert Barnes comenta:

Sem forma e vazia - Desolada e vazia (veja Gen. 1:2 nota). A terra se tornou um estado de caos (referencia de nota na margem).” [21]


“As palavras empregadas por Jeremias são as mesmas que lemos em Gên 1:2 para descrever o caos primitivo da criação. Por cima da desolação, não havia luz, que na história de Gêneses aparece como primeiro sinal distintivo. Em Gên 1:2 se diz que as “trevas cobriam a face do abismo.” Sem dúvida que Jeremias depende da descrição de Gênesis.” [22]

Dessa forma, a expressão “sem forma e vazia” nos remete à “deserto”, “desolação”, “estado de caos”. Tendo isso em mente, voltemos à Gênesis 1:2 para entendermos como essa mesma frase está relacionada ao planeta. Em que sentido a terra estava “sem forma e vazia”?

Gênesis 1:2b explica que a terra estava “sem forma e vazia” porque o globo estava coberto pelos oceanos, as mesmas águas em que o Espírito de Deus pairava. Como bem sabemos, a água não possui forma em si, portanto, estando a terra coberta pelos oceanos, poderia ser dito apropriadamente que ela estava “sem forma”, bem como “vazia”, pois sobre as águas nada se vê.[23] Além disso, o termo “sem forma” se refere ao estado de “agitação” e “caos”, que são as mesmas definições para as águas do “abismo” em Genesis 1:2. Portanto, o termo “sem forma” se refere ao abismo de águas – os oceanos que cobriam a terra.[24] Sobre o termo “abismo”, nós lemos:

“A primária referência em cada caso é simplesmente às profundezas dos oceanos.” [25]

““o deserto e o vazio”, expressão que se tornou proverbial para toda falta de ordem, sobretudo quando é considerável. Esses termos, assim como o de “águas”, formam um quadro negativo em relação ao qual aparecerá a novidade da intervenção do Deus pessoal criando tudo por sua palavra.”  [26]


Segundo Parkhurst,[27] o grego ábyssos (abismo) significa “muito ou extremamente profundo”. Segundo Liddell e Scott,[28] significa “insondável, ilimitado”, como eram os oceanos para os antigos. A Septuaginta grega usa a palavra ábyssos regularmente para traduzir o hebraico tehóhm (água de profundeza), como em Gênesis 1:2; 7:11.

“É usado para descrever as profundezas do tempo original (Preis. Zaub., II, 554; IV, 2835; Corp. Herm., III, 1, XVI, 5), o oceano primitivo (Test. Sol., II, 8, B.C. MacCown, 15). Na LXX é mais comumente usado para תּהום, que no AT descreve o dilúvio original ou dilúvio de águas[...]” [29]

“A forma plural da palavra hebraica metsoh•láh (ou metsu•láh) é traduzida “grande abismo” no Salmo 88:6, e significa literalmente “abismos” ou “profundezas”. (Veja Za 10:11.) Relaciona-se com tsu•láh, que significa “água de profundeza”. — Is 44:27.[30]


Portanto, achamos o significado de “sem forma” de Gênesis 1:2a, que é a mesma palavra para “espaço vazio” em Jó 26:7a. Tendo isso em mente, em que sentido os “céus do norte” estão estendidos sobre o “espaço vazio”?

No extremo norte, em termos gerais, só existe o oceano com suas geleiras. Uma vez que o norte está coberto por águas, o escritor podia dizer poética e corretamente que “os céus do norte” estão “estendidos sobre o espaço vazio”, ou seja, a imensidão das águas do abismo. [31]

Já que encontramos o significado de “espaço vazio” – as águas do abismo, como em Gênesis 1:2 – então agora entendemos o significado da palavra “nada” na segunda parte de Jó 26:7, visto serem usadas em paralelo. Quando o escritor disse que “Deus suspende a terra sobre o nada”, quer dizer que a terra está suspensa pelos oceanos, o abismo de Gênesis 1:2. Isso ocorre porque, na concepção judaica antiga, a terra era suspensa pelos mares. Isso é algo que a maioria dos leitores da Bíblia desconhece.

“De acordo com a cosmogonia primitiva Semítica, se supunha que a terra descansava na vastidão do corpo de água que era a fonte de todas as fontes de água e rios (Gen 1:2; Deu 8:7; Sl. 24:2; 136:6). Esse oceano subterrâneo é as vezes descrito como “águas abaixo da terra” (Exo 20:4; Deu 5:8).” [32]


Observe a citação abaixo que comprova esse entendimento:

“De Yahweh é a terra e tudo o que nela existe, o mundo e os que nele vivem; pois foi ele quem fundou-a sobre os mares e firmou-a sobre as águas.” (Sl. 24:1-2)


Usando mais uma vez de paralelismo poético, o escritor dos salmos mostra a concepção antiga dos judeus de que a terra estava suspensa sobre as águas, ou em termos poéticos, o “vazio” e o “nada”. Outro texto diz:

“Dêem graças a Yahweh [...] que com habilidade fez os céus [...] Que estendeu a terra sobre as águas.” (136:1, 5-6)


Interessante que, Albert Barnes, erudito evangélico de reputada erudição, menciona algo em suas notas explicativas de Jó 26:7. Ele diz:

“O parafrasista caldeu, para explicar isso, como a paráfrase sempre faz, acrescenta a palavra águas.  “Ele que suspende a terra מיא עלוי sobre as águas, sem ninguém para sustentá-las.”” [33]

A Paráfrase Caldeia é uma das mais antigas traduções do A.T, e ela mostra como os judeus antigos entendiam Jó 26:7a. Eles não entediam que o planeta Terra estava suspenso sobre o nada, na imensidão do universo, isso nem de longe se passou pela cabeça deles! A tradução mostra claramente que Jó estava se referindo a cosmogonia de seu tempo, com a terra flutuando sobre as águas do abismo. Dessa forma, a Paráfrase Caldeia corrobora nossa interpretação de que os antigos hebreus viam a terra suspensa sobre as águas.

§ 4 Conclusão

Buscamos interpretar tudo ao nosso redor, e assim fazemos de acordo com nossa cultura, entendimento e outros processos cognitivos. No desejo de buscar encontrar na Bíblia provas de sua inspiração, cristãos encontraram textos bíblicos como Jó 26:7 e Isaías 40:22 e interpretaram a partir do ponto de vista científico moderno, ao invés de buscar entender pelo contexto histórico-cultural a qual o livro foi produzido.

O texto de Jó 26:7, ao invés de provar a inspiração e exatidão científica da Bíblia, nos remete à mitos mesopotâmicos relacionados à cosmogonia – a criação do mundo – onde tudo se originou do grande Caos.



Notas e Referências


[1] A Sentinela, 1 de Abril de 2005, p. 7: A Ciência e a Bíblia Realmente se Contradizem?
[2] HARRIS, R. Laird, et al., Theological Wordbook of the Old Testament, Moody Publishers, 2003, apud pr seção 3 pp. 11-12 par. 10.
[3] Advanced Scientific Knowledge, acessado em 20 de Julho de 2012.
[4] SHEDD, Russell. Bíblia de Estudo Shedd, São Paulo, 2 edição, Vida, 2007
[5] DAKE, Finnis Jennings, Bíblia de Estudo Dake, 1° edição, Atos, Belo Horizonte, Brasil, 2012
[6] Nova Versão Internacional
[7] PFEIFFER, F. Charles e HARRISON, F. Everett, The Wycliffe Bible Commentary, Moody Press, 1990, p. 459
[8] Light, p. 472
[9] Bíblia de Jerusalém, Jó – Introdução, p. 800
[10] DAVIDSON, Andrew Bruce, A Commentary, Grammatical and Exegetical, on the Book of Job: Volume 1 . p. 10.
[11] ROSS, Hugh. Hidden Treasures in the Book of Job: How the Oldest Book of the Bible, 2011, Baker Books, p. 30
[12] BROMILE, Geoffrey William. International Standard Bible Encyclopedia, Eerdmans, 1988.
[13] Hebraico Bíblico: Formas Primárias de Paralelismo
[14] HARTLEY, John E. New International Commentary on the Old Testament: Book of Job, 1988, Eerdmans Publishing, p. 33.
[15] HABEL, Norman C., The Book of Job: A Commentary de Norman C. Habel p. 47, 48
[16] NOEGEL, Scott B. Janus Parallelism in the Book of Job, Edição 64, p. 12
[17] Nova Versão Internacional
[18] “Os céus do norte” e a “terra” são paralelos geográficos, que é comum também na literatura poética.
[19] Essa palavra ocorre 20 vezes no A.T: Gen. 1:2 “sem forma” (ARA, NVI, KJ) “vazia” (BJ); Deu. 32:10 “ermo” (ARA) “vazio” (BJ); 1Sa. 12:21 “vã” (ARA) “inúteis” (NVI); Jó 6:18 “lugares desolados” (ARA) “deserto” (BJ, NVI); 12:24 “desertos” (ARA, BJ); 26:7 “vazio” (ARA, BJ, NVI); Sl. 107:40 “confusão” (BJ) “deserto” (NVI); Isa. 24:10 “caótica” (ARA) “desolação” (BJ) “vã” (NVI) “confusão”; 29:21 “sem motivo nenhum” (ARA) “sem razão” (BJ); 34:11 “destruição” (ARA) “caos” (BJ); 40:17 “vácuo” (ARA) “nada” (BJ), 23 “nada” (ARA) “coisa vã” (BJ); 41:29 “vácuo” (ARA) “vazio” (BJ) “confusão” (KJ) “inutilidade” (NVI); 44:9 “nada” (ARA); 45:18 “caos” (ARA),19 “em vão” (ARA); 49:4 “gastei” (ARA); 59:4 “nulo” (ARA); Jer. 4:23 “sem forma” (ARA) “vazia” (BJ).
[20] ALMEIDA, João Ferreira. Corrigida e Fiel.
[21] Albert Barnes notes on the Bible, ed. eletr.
[22] Comentário Bíblico Professores de Salamanca, ed. eletr.
[23] A palavra também pode ser traduzida por “desolação”, “deserto”. Acho interessante que, se pensarmos na vastidão do oceano e na vastidão de um deserto, obtemos a mesma ideia de “nada”, “vazio”.
[24] “O Theological Wordbook of the Old Testament, da mesma forma, ressalta que a falta de cognados semíticos faz a interpretação dessa palavra totalmente dependente de nossa análise do seu uso no contexto do A.T.” (Tohu in Genesis 1:2 and the Cause of the Darkness) Compreendemos, portanto, que tohu está se refere às águas do abismo porque a análise de Gênesis 1:2 conecta esse vocábulo hebraico com as águas dos oceanos.
[25] BURDICK, Donald W., Wycliffe Bible Dictionary, Hendrickson, 2001, p. 15
[26] Bíblia de Jerusalém, p. 33 c) notas.
[27] PARKHURST, John. Greek and English Lexicon to the New Testament (Londres, 1845, p. 2)
[28] LIDDEL, Henry George et al. Greek-English Lexicon, Oxford, 1968, p. 4.
[29] JEREMIAS, Joachim. Theological Dictionary of the New Testament, vol. 1, 2006, Eerdmans Publishing, p. 9.
[30] Estudo Perspicaz das Escrituras, vol. 1, p. 23: Abismo.
[31] Talvez se pergunte como então Jó sabia que o extremo norte só tem oceanos. A resposta simples é que foi por mera dedução. Os judeus e os povos da Mesopotâmia pensavam na “terra” como o local até onde eles conheciam, eles não sabia o que existia depois dos mares. Uma vez que os oceanos se estendiam até o norte, não se precisava de inspiração divina para perceber que os “céus do norte” estavam estendidos sobre “o espaço vazio”, os oceanos.
[32] BROMILE, Geoffrey William. International Standard Bible Encyclopedia, Eerdmans, 1988.
[33] BARNES, Albert. Notes on the Bible, ed. eletr.

128 comentários:

  1. Muito bom o texto! No meu caso, deixei de acreditar na bíblia ainda adolescente. Pois, não é um livro sábio, justo e amoroso, como se auto afirma ser. Pelo contrário... Agora, aos 24 anos, pesquiso para mostra a quem vem me questionar sobre minhas decisões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aldair, seja bem-vindo! Que bom que logo novo você percebeu que a Bíblia é apenas um livro humano, isso com certeza lhe poupou muita dor de cabeça.

      Se precisar de textos para abalisar seus argumentos, veja minhas outras postagens.

      Abç

      Excluir
    2. Que pena que você deixou de acreditar em Deus meu jovem. Eu sempre fui cristão, passei por uma fase racionalista, mas mesmo assim permaneci crente em Deus. Sabe por que? Porque eu sei que esse lugar que chamamos de Universo, e essa maquinaria chamada vida, não são frutos do acaso; mas muito bem projetado. E acredito na biblia com todas as letras, de trás pra frente, porque ela diz cada pequeno detalhe, com pouquíssimas contradições (porém os ateus "encontram" milhares), e a arqueologia tem confirmado muitos "mitos" dela sabe? Sugiro que pesquise, porque o ateu é cético em excesso (e deveria ser mais com a ciência das origens (já que ela mesma dizia que o Universo era eterno e imutável, enquanto a Biblia discordava (depois surgiram inúmeras evidências para a origem do Universo))), mas só remete ao seu ceticismo quanto a Deus e não procura pelos fatos do lado criacionista. Um detalhe importante, percebi que você já não queria mais acreditar na Bíblia, visto que nem mesmo um texto claro, como esse de Jó, você queria que estivesse correto. Você basicamente viu um fato científico quase impossível de se obter há 3000 anos atrás (pela falta de instrumentos) e rasgou a página do livro (espero que entenda que isso é sentido figurado, porque alguns ateus tem problema em separar literalidade de figuratividade).
      No texto, você se mete num ninho de cobras. Seu texto refuta Ele mesmo. Primeiro, תֹּהוּ ou בֹּהוּ significam "Vazio" no hebraico original e está localizado no Gênesis capitulo 1:2.
      No livro de Jó, no capitulo 26:7, ele cita a mesma palavra (ou símbolo): תֹּהוּ, para afirmar que o norte está sobre o vazio; e ele utiliza o símbolo עַל, para afirmar que a Terra está sobre alguma coisa, porque o significado desse símbolo é literalmente: "Sobre, Acima de". Logo depois, ele diz uma coisa que aparenta ser insana: בְּלִי, o símbolo que ele coloca significa "nada, não, não existência". Ele basicamente está afirmando que não há nada em baixo da Terra (nada a está sustentando). E o norte vazio que você diz ser águas, não pode ser água; porque vazio é sinônimo de vácuo dependendo do contexto (e esse é um deles), e ambos significam existência de nada (o nada já é uma coisa existindo), e como o Norte era o ponto cardeal mais importante dos antigos, era importante salientar que o Norte para Jó fosse o infinito espaço vazio que existe por baixo dos corpos celestes nos 4 pontos cardeais cosmológicos. Lembra muito o "abismo" descrito diversas vezes na Bíblia. Imagine se ninguém tivesse inventado um telescópio, nem inventado foguetes para estudar o espaço. Todos são ignorantes cosmologicamente, podendo especular à vontade. Você provavelmente acharia sensato a Terra está sendo apoiada por alguma coisa. O abismo que a Bíblia cita, é exatamente um espaço que a primeira vista é infinito e foi onde Deus estabeleceu a Terra. Desde o gênesis, a biblia estava correta. Chega dessa história que Deus não criou as águas, porque está claro que ele criou tudo na Bíblia, tanto que nenhum judeu ou teólogo sério diz que Deus não criou as águas. Como reafirmado em algumas passagens. E o significado de "criar" é "chamar a existência", diferente de construir (fazer a partir de algo existente). A Terra era inexistente, e passou a existir depois de Deus criá-la (Gênesis 1:2). E a Terra era vazia e sem forma, pois só havia um globo de água, vazia porque só havia água e o elemento seco, submerso na água (mesmo tudo flutuando sobre o "nada"). Então Deus recomeçou sua obra (Gênesis 1:3).
      Só um pequeno detalhe que eu percebi que você distorceu. Em gênesis 1:2, o autor diz que a Terra estava VAZIA e sem forma (mas ele deixou claro que a Terra já existia (bem diferente do contexto de Jó)), porque Deus não a preencheu com vida, nem havia concluído a criação. Aqui, o "vazio", significa inexistência de seres vivos; como até hoje falamos (a sala ta vazia, o auditório ta vazio, não tem nada lá, etc).

      Excluir
    3. Que pena que você afirma as coisas sem nem saber... sua primeira frase já mostra que seu costume é falar do que não conhece, uma vez que não sou ateu.

      Não tive paciência pra ler seu texto por vários motivos, entre eles, o fato de que o significado que você deu das palavras em hebraico não é apoiada por uma bibliografia lexicográfica, você simples definiu as palavras sem dizer de onde tirou isso, ao contrário do meu artigo que possui uma extensa bibliografia, principalmente das línguas originais... mas enfim... se você sente pena de mim por ser "ateu", imagina eu de você que espera um judeu que morreu há dois mil anos voltar pra arrebatar os crentes e destruir o mundo.

      Excluir
    4. Eu pesquiso. Diferente de alguns como você. Muito bem... Gostei. Você acredita em um deus e não sabe qual é o certo ou você desconhece a existência de um deus (agnosticismo)?
      Eu fiz uma pesquisa no site da Bíblia oficial dos judeus traduzida em português (mas com as palavras em hebraico).
      Me desculpe mas você está agindo como profetizado em IIPedro 3:3-4.
      Aqui: http://www.hebraico.pro.br/biblia/quadros.asp

      Excluir
    5. Você quer me refutar dizendo que pesquisou numa Bíblia online feita por Judeus? E além disso dizendo que meu comportamento é "profetizado" em um livro? Não vou trocar minha extensa lista bibliográfica, o que indica que eu realmente pesquisei, para aceitar a resposta feita com base em uma Bíblia em português online... como você se presta a um papelão neste meu jovem?! Ainda diz "eu pesquiso, diferente de você"... você lê pelo menos outro idioma além de português, para dizer que fez uma pesquisa realmente cientifica?

      Como vi, você não é nem de longe um acadêmico pesquisador do assunto, por este motivo não tenho interesse neste debate amador. Vou propor o mesmo desafio que faço aqui aos crentes: Faça uma pesquisa em vários dicionários da língua hebraica, gramática e comentários, bem como me léxicos, e baseie nele suas interpretação, EXCETO QUE você faça isso, eu não irei mais aprovar seus comentários, na verdade nem vou mais lê-lo... quando eu olhar seu comentário e observar que só tem um texto da sua cabeça, irei parar de ler e deletar.

      Excluir
    6. desafiar os outros para que? você vai ganhar o que? só para todos saberem que você é sabidão? na verdade se é isto para mim você conhece muito as letras da palavra mas não pratica o que vale? cada um dará conta de si a Deus e no ultimo dia não haverá sabedoria para salvar ninguém a não ser os que serviram e seguiram a Jesus Cristo

      Excluir
    7. Lendo respostas como essa acima, mais vontade de sair desse país eu tenho.
      Leandro Paz

      Excluir
    8. Que debate legal! Muita bazófia acadêmica que não esclareceu se o texto de Jó é de origem divina ou se é de uma sabedoria sobre-humana. Sim, porque se o homem que escreveu o texto de Jó 26:7 não sabia realmente do que estava falando, então a sua obra pode ser considerada DIVINA, mesmo que não tenha sido inspirada por Deus. Eu voto nos argumentos do ANÔNIMO que embora não tenha deixado nenhuma "bibliografia lexicográfica" teceu argumentos mais convincentes e mais razoáveis.

      (Eu sou outro que não tem conta pra se identificar)

      Excluir
    9. Claro, pra uma pessoa sem formação como você basta falar o que você quer ouvir e pronto, não precisa de pesquisa, bibliografia, livro, enciclopédia, nada... basta falar o que você quer ouvir e então você vai aceitar como algo "mais convincente".

      Sua opinião amigo, mas aqui não debatemos opinião.

      Excluir
    10. O que é a formação ou um diploma se não a coleção de opiniões de pessoas que ficam correndo atras de saber a origem do universo, sendo que a Bíblia já o disse? ou entender o ser humano se a Bíblia já nos explica? baseados em meras ocasiões que presenciaram ou que lhes disseram ser assim porque falam de bilhões ou milhões de anos sendo que só viveram de 60 a 130 anos não mais que isso e até menos!

      Quem você pensa que é ó pó e cinza com um pedaço de papel na mão, se declarando superior a alguém? Se és verdadeiramente sábio como diz ser! Arrisca tua vida em sua sabedoria como Daniel! Se és tão douto como dizes ser sabes porventura que toda a "Sabedoria é temer a DEUS e a Inteligencia é desviar-se da aparência do mal" como já o disse o próprio Jó(Jó 28,28), sabe por ventura o que não é vaidade nesta terra, ou ao menos sabes o verdadeiro significado desta palavra?

      Sei bem que o homem que se juga pó, cinza e que nada sabe tem mais valor que você, quando se ensoberbecendo diz: "eu sou alguma coisa pela força do meu braço!".

      Tu não admitiste a verdade e a confusão foi posta por DEUS aos teus olhos como a própria Bíblia o disse; aceita isto como verdade e verás a verdade!

      Aquele que me rejeita e não acolhe as minhas palavras tem quem o julgue; a Palavra que proclamei, essa o julgará no último dia.(João 12,48).

      Excluir
    11. e quem disse que o homem foi a lua ?! Em 69 nao tinha tecnologia nem pra um controle de tv ,que dira passar do domo celestial que tem sobre a terra . NAO SOU TERRA PLANISTA ,MAS FAZ MAIS SENTIDO AGORA .

      Excluir
  2. Eduardo, sabes uma boa tradução da biblia?! Uma que tenha bastante beleza poética, e que ao mesmo tempo seja fiel ao original? Tem biblias que eu tenho que são extremamente secas, já outras as vezes pecam no sentido do que querem expressar. Enfim, qualquer ajuda é válida...

    Nicolas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nicolas.

      Cara, em português a coisa não anda muito bem, pois algumas Bíblias são bem traduzidas em alguns livros, mas dificilmente você consegue pegar uma em que todos os 66 livros foram bem traduzidos. Eu gosto bastante da Bíblia de Jerusalém, ela conserva a poesia:

      "Escutas, meu filho, a disciplina do teu pai, não desprezes a instrução da tua mãe, pois será FORMOSO DIADEMA em sua cabeça e colar em teu pescoço." (Pv. 1:8-9, BJ)

      Ou melhor do que, embora também seja muito boa e fiel ao hebraico:

      "Ouças, meu filho, a correção de teu pai e não rejeites a instrução de tua mãe, pois, uma COROA DE BELEZA, serão eles para a tua cabeça, e colares de enfeite, para o teu pescoço." (EB)

      E infinitamente melhor do que:

      "Ouça, meu filho, a instrução de seu pai e não despreze o ensino de sua mãe. Eles serão um ENFEITE para sua cabeça, um adorno para seu pescoço." (NVI)

      Embora a tradução do Novo Mundo seja teologicamente manipulada em várias passagens, em geral, os livros sapienciais são bem fiéis ao literalismo poético:

      "Escuta, meu filho, a disciplina de teu pai e não abandones a lei de tua mãe. Porque são uma GRINALDA DE ENCANTO para a tua cabeça e um fino colar para a tua garganta." (NM)

      Outras versões em alemão e francês também são muito fiéis a poesia hebraica. Mas, respondendo sua pergunta, acho que dificilmente poderemos encontrar A tradução, aquela que seja impecável, pois todas pecam aqui ou ali, por isso a necessidade de usar várias para paragonar seus respectivos textos; mas, em suma, como mencionei no início, gosto muito da Bíblia de Jerusalém para os livros poéticos.

      Excluir
  3. Gostei tanto de aprender essa verdade profetizada aqui pelo irmão ungido Eduardo que dediquei um comentário em meu blog acerca disso.

    Clique aqui.

    Apóstolo TDS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obg amado pelas palavras. Fico feliz que tenha gostado!

      Excluir
  4. "E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará."
    (Daniel 12:4)

    Será que o paralelísmo poético explica de forma satisfatória o texto acima ou a realidade descrita em Daniel 12:4 condiz com a realidade da época em que o texto foi escrito, ou ainda: esta realidade já existia em outras épocas ou é ela uma particularidade dos tempos modernos???

    Creio que este blog seja resultado da veracidade deste vesículo!

    Atenciosamente, Maxwell

    ResponderExcluir
  5. "Como se pode conhecer as camadas geológicas abaixo de nossos pés e outras estruturas localizadas no interior e no centro da Terra, situado a cerca de 6370 km de profundidade? Por meio de perfurações o homem tem acesso, direto, apenas, aos primeiros quilometros. Daí, para baixo, são as ondas sísmicas que revelam conhecimentos sobre o interior de nosso Planeta."

    Achei esse comentário na internet e achei muito interessante, pois nele é dito acerca da forma em que os sismólogos trabalharam e/ou trabalham para conseguir explorar o interior da terra. Note que este tipo de ferramente (as ondas sísmicas) é algo moderno!

    Sabemos hoje que a geosfera é dividida em crosta, manto e núcleo, e que este núcleo é super aquecido. Essas descorbertas data-se do século XX e somente foram possíveis pela análise da refração e reflexão de ondas P e S.

    Agora, compare tudo com o texto de Jó 28:5 que diz:

    "Da terra procede o pão, mas por baixo é revolvida como por fogo."

    Interessante, não???

    Atenciosamente, Maxwell

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é interessante não. Eu já conhecia esse texto, e sei que o desejo que achar na Bíblia coisas inexplicáveis é uma busca desesperada de achar nesse livro alguma autoria divina. Mais uma vez, o paralelismo hebraico nos ajuda a entender esse texto que nada tem a ver com uma suposta inspiração divina.

      "Da terra procede o pão"....

      é paralelo de

      "mas por baixo é revolvida como por fogo."

      Perceba que, sendo um texto poético, é bastante comum o uso da palavra hebraica כּמו "como se fosse", por ser também uma paralelismo.

      O pão vem da Terra porque os antigos cultivavam os vegetais que posteriormente se transformavam em alimento. Mas e o fogo? como eles sabia que por debaixo da Terra havia fogo? Bom, se isso for prova de que a Bíblia é inspirada por Deus, então os Egípcios, os Sumérios, os Acadianos, todos eles também são inspirados, pois seus textos também falam de fogo por debaixo da Terra, até porque foi essa uma das origens para a imagem do inferno mítico.

      Se observar o antigo oriente médio, observará que é uma área muito fica em petróleo, como é até hoje. Não apenas essa substância, mas também em muitas regiões se observa vulções que expelem larva com enxofre. O fogo dos vulções, o fogo que brotava das fendas de betume (petróleo) vem de onde? isso mesmo, debaixo da terra.

      Albert Barnes e John Gill eruditos bíblicos do Iluminismo dão uma interpretação similar, dizendo que esse fogo que está por debaixo da terra se refere aos minerais abundantes naquela região, como ouro e outras pedras preciosas, sem qualquer referência a alguma coisa inexplicável.

      Dessa forma, não há nada de especial de os antigos falarem de fogo debaixo da Terra, isso nada tem a ver com descobertas modernas da geosfera.

      Excluir
    2. agora entendi sobre a sua refutação baseada nos textos de Barnes e Jhon Gill. São iluministas , pensamento esse criado para combater a sociedade teocentrica, mais interessante é saber a formação religiosa desses iluminados , um paradoxo. Caros , não há compatibilidade dos pensamentos iluministas, humanistas, positivistas, panteístas, helenistas, teosofistas com os pensamentos do Deus Judaico Cristão. Por isso que ao mesmo tempo professam crer num Deus se opões ao Deus de Israel e transformam seus ensinos de acordo com suas crenças voltadas do antigos povos pagãos. A teosofia no livro a Grande Doutrina faz Isso, admite que Deus é Luz , mas que essa Luz é Lúcifer... Admitir a existência de um Deus nos tira do ateísmo, mas não quer dizer que acreditamos todos no mesmo Deus. O único Deus que se apresenta Ele mesmo como criador de todas as coisas é O Deus de Israel. Para refutar o Deus de Israel não precisam mais destruir Bíblias e sim conduzir o que está escrito para o meio de outros pensamentos... isso é o que acontece hoje.

      Excluir
  6. olá irmão Eduardo , qual a sua opinião sobre o exatoverdade.blogspot.com.br ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Eu não conhecia esse blog. Bom, ali estão vários estudos bíblicos de uma ex-TJ que ainda acredita na inspiração da Bíblia e que as profecias irão se cumprir. Minha opinião sobre essas coisas estão aqui no blog.

      Excluir
  7. Na verdade este blog apresenta uma linha diferente e interessante de raciocínio ,e aparenta ter o tom da verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso vai depender da posição de cada pessoa. Para quem crer na Bíblia como sendo inspirada por Deus esse blog pode parecer "ter o tom da verdade". Se você visita meu blog e já leu meus posts já sabe qual minha posição em relação a isso, portanto, não vejo qualquer verdade em seus textos, pois as ideias do escritor partem do conceito pré-estabelecido de que a Bíblia é a Palavra de Deus.

      Quando ele escrever alguma coisa tentando provar a inspiração bíblica eu posso até ler para analisar os argumentos, até lá é nada mais e nada menos que mais um blog de estudos bíblicos.

      Excluir
    2. Então quer dizer que Jesus orava pra ele mesmo quando estava na terra?

      Jesus chamava de pai ele mesmo?

      Excluir
    3. Hã? Quem aqui está falando se Jesus é Deus ou coisa assim? Sinto cheiro de Testemunha de Jeová.

      Excluir
  8. conversei com o autor do blogue nos comentários do post um rebanho vendido e marcado - a operação da mentira , e ele me passou este link

    http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/05/os-fundamentos-das-escrituras.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse link que ele lhe recomendou fala da existência de Deus, coisa que já afirmei no blog inúmeras vezes que eu não duvido, não sou ateu. O artigo não aborda qualquer prova da inspiração da Bíblia. Os textos que ele examina estão mais relacionados com a doutrina das Testemunhas de Jeová e não ao Cristianismo em si.

      É mais fácil você pedir para ele ler meus artigos, como esse de Jó 26:7 e pedir para ele tentar refutar, fora isso não tenho nada a comentar do blog indicado, exceto o que já falei, são apenas estudos bíblicos.

      Excluir
  9. http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/09/um-rebanho-vendido-e-marcado-operacao.html#comment-form

    Chegaste á ver o comentário sobre o tema neste link supracitado ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, respondi no blog e deixei um comentário aqui tbm lá no final.

      Excluir
  10. http://abctj.blogspot.com.br/2012/06/por-que-acreditamos-que-biblia-e.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Argumentos infantis tirados de uma publicação das Testemunhas de Jeová. O que, nesse texto, lhe convenceu de que a Bíblia é inspirada?

      Excluir
  11. http://exatoverdade.blogspot.com.br/2012/09/um-rebanho-vendido-e-marcado-operacao.html#comment-form

    Irmão , se não for pedir demais poderia por gentileza visitar o link supracitado na sessão de comentários ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amado. Li o artigo. O que posso dizer é que o texto ensina que para entendermos a Bíblia precisamos ter uma mente espiritual e que é esse o exato motivo das pessoas não crerem nas Escrituras, acharem contradições nelas, etc.

      Isso é um argumento que eu mesmo usava. No entanto, ele é bastante falho. Quando eu digo que as pessoas só entenderão a Bíblia se tiverem determinada mentalidade, eu estou dizendo, necessariamente, que para entendê-la, eu preciso partir do axioma de que ela é inspirada por Deus, de que ela está sempre certa, que é mais fácil eu não estar entendendo do que a Bíblia se contradizendo.

      Tendo uma mente “espiritual”, para não dizer crédula, as contradições eu posso refutar por dizer: “Deus não forneceu os detalhes do relato para testar minha fé”, “Eu não estava lá, mas Deus sim, e Ele viu o que ocorreu, portanto, se está assim na Bíblia eu creio que foi verdade.”

      Ter uma mente “espiritual” é uma via de escape para você dar novas leituras aos textos bíblicos para que eles soem mais racionais, mais aceitáveis.

      Excluir
    2. [Em resposta ao comentário feito no link que você citou.] A Terra como um círculo aquoso só faz sentido para um observador humano, que é o caso quando olhamos para essa foto colocada. No entanto, Deus não é um observador humano, ele, assim, veria a Terra na sua real dimensão, ou seja, um globo levemente achatado nos pólos. Não obstante, essa não é a forma descrita no livro de Jó

      Seu comentário de Jó 26:10 não contra argumenta nada do artigo que fala sobre Jó 26:7. Mas, como sempre menciono, os versículos são de origem humana, os que creem na inspiração bíblica são que os reventem de uma luz sobrenatural.

      A palavra hebraica usada em Jó 26:10 para "marcar com um círculo" (חוּג chûg) está em referência ao horizonte (BARNES e TALMUD). Os judeus costumeiramente falavam dos Céus com o termo águas, como as águas de cima do firmamento. Essas águas são descritas como círcular porque essa era a noção da abóboda celestial dos antigos.

      Essa não é uma ideia nem estranha, nem inovadora, mas presente em vários textos da literatura mesopotâmica.

      Excluir
  12. Também pensava dessa forma. Uma vez comentei isso em um debate numa comunidade e o cara falou que eu estava usando muita droga, nada a ver. A pessoa tem de interpretar como eles viam a terra na época deles e não com uma imagem já pronta do planeta terra que a ciência te dá. Se procurar o Enuma Elish , mito da criação dos sumérios, verá que eles também colocam o "Oceano Primordial" ou as "Águas" como sempre existentes, que era como eles acreditavam na época. Eu ainda tenho a teoria de que eles achavam que encima da abóbada celeste também existiria o "Caos" ou "Águas", por em Gêneses percebe que deus criou o firmamento e separou "as águas que estavam ENCIMA do firmamento das águas que estavam embaixo. Tanto que quando tem o dilúvio deus abre as janelas do céu para que caia as águas das fontes do abismo.

    ResponderExcluir
  13. Prezado Eduardo, admiro sua disposição em buscar a exegese bíblica à luz da crítica e da razão, invés de se entregar à interpretação infundada e arbitrária. Aproveitando a sua lucidez e eloquencia, gostaria que você, por favor, discorresse acerca dos primeiros versículos de João, quando ele diz que o "verbo era Deus".

    Gostaria de saber também a sua opinião sobre a natureza de Deus, já que você não duvida de sua existência. Se você concorda que Deus é uma "coisa" e não uma "pessoa", e que por isso mesmo é amoral, perfeito, hermético.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amado. Sobre sua indagação do prólogo de João, esse versículo é bastante usado para definir a divindade de Jesus Cristo. O Evangelho de João, o mais tardio do quarteto fantástico, foi escrito sob o prisma apologético cristológico, em um período em que muitos passaram a defender que Jesus não era um simples profeta, mas o próprio Deus.

      É de conhecimento geral que os primeiros discípulos de Jesus não o cultuavam como Deus, mas como um mensageiro divino e o próprio texto joanino é ambíguo, pois theos nesse versículos também pode significa "divino" e não identificativo "Deus".

      Sobre a natureza de Deus, sinceramente eu não tenho essa resposta, eu ainda estou na fase de descoberta.

      Excluir
    2. Mas ele tinha autoridade como Deus, pois os próprios fariseus o condenaram de blasfêmia, já que "só Deus tem poder para perdoar pecados". E Cristo perdoou pecados, pois é Deus, obviamente. Há um texto messiânico em Isaías que não deixa dúvidas: Isaías 9:6 "Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz".

      Os cristãos consideram Cristo como Deus (a não ser as seitas) pois Ele possui atributos divinos:

      Onipresença, Onipotência, Onisciência (participou da criação), poder para perdoar pecados.

      Abraços!

      Excluir
  14. Eduardo, vc faria ótimas contribuições ao grupo Contradições da Bíblia, no facebook. Chega lá!

    http://www.facebook.com/groups/cedebe/

    ResponderExcluir
  15. Se Júnior disse que é o "NADA", e Marcelo disse que é o "MAR", não confirma o erro teológico. Confirma que Junior está errado na interpretação e Marcelo certo. EM AMBOS OS CASOS DEUS SUSTENTA A TERRA, EMBORA QUE PARA UM COM O ELEMENTO "AR" E COM O OUTRO O ELEMENTO ÁGUA. EM AMBOS OS CASOS DEUS É GLORIFICADO! ALELUIA!
    Clóvis, Cariacica, ES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu faço uma postagem com dezenas de referências e parece que é o mesmo que nada, porque esse seu argumento é no mínimo infantil e puramente religioso.

      Além disso, o que é "erro teológico"? Depende da Igreja cristã que você segue, o que para você é heresia para outras denominações é verdade absoluta. Acho que, realmente, o máximo que vocês podem fazer é ficar gritando ALELUIA porque argumento mesmo que é bom.... NADA!

      Excluir
  16. Querido, o que eu falei é que, se eu interpreto errado (NADA EM VEZ DE ÁGUA), isso não mostra que a Bíblia está errada; mas apenas prova que eu ,o intérprete, estou errado.
    Se é apenas o intérprete que está errado, então a mensagem continua vedadeira; por isso eu disse: "Aleluia".

    Eu disse de José: "Puxa-saco". O meu companheiro de rabalho imaginou que eu falava que José pegava o testículo do chefe, só que eu falava que josé carrecava o "saco" (mochila) do chefe. Ele, José, era o ajudante mais íntimo.
    Meu companheiro interpretou errado... apenas isso.
    Clóvis, Cariacica, ES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendi. Dessa forma, se cristãos da grande maioria das denominações interpreta NADA EM VEZ DE ÁGUA isso significa que nem mesmo a Bíblia os cristãos conseguem entender direito, e MESMO ASSIM a Bíblia continua errada geologicamente falando, pois é do conhecimento geral das pessoas em pleno séxulo XXI que a Terra NÃO É sustentada sobre ÁGUAS, conforme a Bíblia diz em Jó 26.7.

      Na verdade é uma interpretação cristã ERRADA de um versículos que ensina uma visão geológica ERRADA.

      Excluir
    2. Um dos falsos profetas!

      Excluir
  17. . Eu falei que seu argumento condena o intérprete e não a mensagem.
    . Mas, se o profeta falou de “nada” como sendo a gravidade, ele está se adiantando à ciência; mas, se ele falou de “nada” como sendo os oceanos, NÃO HÁ ERRO NA MENSAGEM; da mesma forma que não há erro em falar que o “Sol parou” após a oração dum homem. Mas não foi a “Terra que parou”? É uma “FORMA DE LINGUAGEM da época” do ponto de vista do narrador; da mesma forma que não há erro em dizer que o “Sol se levanta e se põe”. Mas não é a Terra que se move? É o ponto de vista do narrador e não da ciência. A Bíblia não é um livro científico, nem matemático, nem histórico; nem geográfico, nem... Ela é espiritual.
    . Esperar que a Bíblia me passe informações precisas das várias ciências é demais... Você se apega muito a detalhes que a Bíblia considera insignificante, POR QUE NÃO É ESSA A MENSAGEM CENTRAL.
    . Clóvis, Cariacica, ES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc disse:

      Mas, se o profeta falou de “nada” como sendo a gravidade, ele está se adiantando à ciência; mas, se ele falou de “nada” como sendo os oceanos

      Eu te digo:

      Vou repetir novamente: O profeta NÃO falou que a terra está suspensa sobre o NADA, acho que está mais do que provado na postagem. Isso condena o interprete cristão hoje que diz que a palavra hebraica significa NADA, ao invés de ÁGUAS.

      E por quê também condena a MENSAGEM? Porque todo mundo sabe que a terra NÃO É suspensa sobre as águas!!! É difícil de entender isso? Mesmo corrigindo a interpretação errada dos cristãos, a mensagem CONTINUA ERRADA, porque a terra NÃO É suspensa sobre as águas!!

      Qual é a base para você interpretar que NADA significa no texto GRAVIDADE? Nesse caso, você está alterando o significado das palavras para dar credibilidade à Bíblia. Não existe um único dicionário de hebraico que diga isso!!

      As outras coisas sobre o SOL que você comentou são argumentos que aprendi quando era um mero adolescente cristão, então não são nada novos e além disso, facilmente refutáveis.

      Você disse:

      Esperar que a Bíblia me passe informações precisas das várias ciências é demais.

      Eu te digo:

      Então mais uma vez a igreja cristã está errada, porque por séculos ela vem pregando que a Bíblia, embora não seja um livro científico, possui informações precisas da ciência, inclusive essa MENTIRA de que o profeta estava adiantado no tempo quando disse que a Terra é suspensa sobre o nada.

      Vou resumir só essa vez. Minha postagem deixou claro que o versículos de Jó 26:7 NÃO CONTÉM UMA VERDADE CIENTÍFICA. Os cristãos, os interpretes, erraram na interpretação.

      A interpretação correta é que a Terra está suspensa sobre as ÁGUAS. Mas, isso é verdade? Sabemos hoje que a Terra NÃO É suspensa sobre as águas, dessa forma, o texto original bíblico CONTINUA ERRADO também!

      Excluir
  18. "- Tá bom, tá bom! Entendi! Você VENCEU!"
    Então, baseado "na sua lógica", não vou mais dizer a expressão: "O sol se levanta e se põe" POR QUE ESTÁ "ERRADO", já que todo mundo sabe que ele etá "PARADO". A partir de agora irei falar somente: "A TERRA SE MOVE E VEMOS O SOL ÀS 6 E 18H". Já que aprendi que não posso usar uma "FORMA DE LINGUAGEM PARA ME EXPRESSAR", por que está "ERRADO". Tenho que usar apenas as expressões "cientificamente precisas".
    OK, você está "CORRETO" e "Amém"!?
    Clóvis, Cariacica, ES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo jeito nem eu venci e nem você entendeu, está apenas usando de sarcásmo. Vou aprovar seus comentários apenas para as pessoas verem como você rodou, rodou e não provou nada, além de nem mesmo entender o que escrevi nas respostas.

      Excluir
  19. Pode continuar postando comentários contra a "Fábula".
    Não enviarei mais comentários SOBRE ESSE ASSUNTO, pois sei, e sempre soube, que nada do que falei entrará na sua cabeça, já que são "argumentos infantis" (não contendo nenhuma verdade). Só para deixar registrado, irei agora almoçar, pois "ESTOU MORRENDO DE FOME", aliás, não posso dizer que estou morrendo de fome, da mesma forma que não posso dizer que "O SOL SE PÕE", "NEM QUE A TERRA ESTÁ SUSPENSA PELA ÁGUA"; pois todo mundo sabe que não se morre de fome na "primeira reclamação da barriga". Vou ser "cientificamente" mais preciso, então: "ESTOU COM MUITA FOME". Pois se eu disser essas expressões estarei me "CONTRADIZENDO".
    Clóvis, Cariacica, ES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se a Bíblia diz que Moisés abriu as águas, então a palavra ÁGUAS é literal, mas quando a Bíblia diz que a Terra está suspensa sobre as águas, ai é simbólico! hehe... com base em quê vocês decidem o que é literal e simbólico? Vocês fazem esse joguinho de literal e simbólico pra fugir da saia justa.

      Cara acho que seu mal é fome mesmo! hehehe... Bom apetite!

      Excluir
    2. Caro Eduardo acho que vc e gay.

      Excluir
    3. ??? é cada um que aparece...

      Excluir
  20. Eu não ia fazer mais comentários SOBRE ESSE ASSUNTO; mas, depois que você disse (... vocês... simbólico...) que eu decidi que o texto era “Simbólico”, resolvi escrever! Não entendi de onde você tirou essa ideia absurda!
    Eu disse: - É uma “FORMA DE LINGUAGEM"... “do ponto de vista do narrador”; DA MESMA FORMA que... o “Sol se levanta e se põe”.

    Se eu disser que Deus faz “o sol nascer e se por” (literal); eu não estou sendo simbólico, nem contraditório com a ciência, já que estou narrando uma “OBSERVAÇÃO” verdadeira ATRAVÉS DUMA “EXPRESSÃO” = O sol se MOVIMENTA “aos meus OLHOS”.
    “DA MESMA FORMA”
    “DA MESMA FORMA”
    “DA MESMA FORMA”
    Se eu disser que Deus fez “a terra sobre o mar” (literal); eu não estou sendo simbólico, nem contraditório com a ciência, já que estou narrando uma “OBSERVAÇÃO” verdadeira ATRAVÉS DUMA “EXPRESSÃO” = A terra está ACIMA do mar “aos meus OLHOS”.

    Como “o sol nasce/se põe” (AOS MEUS OLHOS) não está errado, DA MESMA FORMA a terra “suspensa pela água” (AOS MEUS OLHOS) também não está.

    CONCLUSÇÃO: Você não sabe o que SIGNIFICA “DA MESMA FORMA”. Então eu te explico:
    A expressão “DA MESMA FORMA QUE” faz um paralelo entre “suspenso pela água” e "o sol se põe". Assim sendo, como o segundo termo aqui é literal o primeiro também é.

    Clóvis, Cariacica, ES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você decidiu escrever outro comentário porque é teimoso e tem que sempre dizer a última palavra. CARA, ACORDA! eu quebrei seus argumentos já, você está de novo escrevendo a mesma coisa que escreveu em todos os comentários!

      Sei que você é tão abitolado nesse livro que vai colocar outro comentário, outro, e outro e todos eles dizendo a mesma besteira que eu já respondi e refutei.

      O texto de Jó não faz nenhum paralelo com pôr do Sol, isso é da sua CABEÇA HOMEM!

      Livro de Clóvis 26:7 diz:

      "A Terra está suspensa sobre o mar da mesma forma que o sol se põe."

      Vou te fazer um desafio. Eu te DESAFIO, a mostra aqui QUAL LIVRO de história antiga do oriente médio, qual livro de hermêneutica poética bíblica em que prove que Jó estava sendo SIMBÓLICO, da mesmo forma como estamos sendo simbólicos ao falar do pôr do sol.

      Jó acreditava, assim como Babilônios, Egípcios, que a terra era LITERALMENTE suspensa sobre as águas e isso não era porque ele escreveu como observador, Jó conhecia o outro lado do mundo? ele conhecia apenas sua região e mesmo assim acreditava que TODA A TERRA era sustentada por águas. Ele copiou uma concepção de antigas civilizações.

      Você não é erudito, nem especialista no assunto. Na minha postagem há dezenas e dezenas de referências de eruditos e estudiosos mundialmente conhecidos que provam aquilo que eu falei.

      Você entrou aqui, teimou de forma irritante, dizendo que na cabeça de Jó isso e aquilo outro, como se você pudesse entar na cabeça de um homem que morreu milênios atrás.

      SÓ DEIXE OUTRO COMENTÁRIO AQUI SE VOCÊ FIZER UM ESTUDO COM BASE EM VÁRIAS OUBRAS DE ESTUDIOSOS NO ASSUNTO PROVANDO QUE QUANDO JÓ DISSE QUE A TERRA ESTAVA SUSPENSA SOBRE AS ÁGUAS ELE ESTAVA FALANDO DE FORMA SIMBÓLICA DA MESMA FORMA QUE QUANDO DIZEMOS QUE O SOL SE POEM.

      NÃO ESTOU INTERESSADO DA SUA OPINIÃO QUE RODA E RODA E DIZ SEMPRE A MESMA COISA. QUERO ESTUDO SÉRIO, ARGUMENTOS E CITAÇÕES SÓLIDAS E NÃO A OPINIÃO DE UM FANÁTICO CABEÇA DURA.

      SE VOCÊ POSTAR AQUI, MAIS UMA VEZ, UM COMENTÁRIO SEM QUALQUER REFERÊNCIA, LIVRO, DICIONÁRIO QUE PROVE SEU PONTO DE VISTA, IREI APENAS DELETAR SEU COMENTÁRIO.

      Excluir
    2. Eu entendi perfeitamente o comentario do anonimo, voce é que é o maior burro, o se faz de tonto para dar veracidade aos seus argumentos. Oque o anonimo quiz dizer é que: não importa o sentido ou a interpretação do versículo de Jó em questão, isso não vai tirar detonar a crença de que a Bíblia é sim inspirada por Deus.
      Entendeu agora seu..."faz de conta que sou idiota".

      Excluir
    3. O ad hominem corre solto! Argumento que é bom, nada!
      Você realmente tem muita paciência, Eduardo.
      Leandro

      Excluir
  21. Tanta volta para falar, falar e não dizer nada! Vai querer dar sempre um congresso para tentar desqualificar um versículo bíblico? Pois bem, Este versículo é apenas um entre muitos outros; explique também as profecias sobre a multiplicação da ciência Dn 12:4. Sobre o trânsito automobilístico Na 2:4. A profecia de Jesus sobre o crescimento do número de seus seguidores no mundo. Profecia sobre a mídia Ap 11:9 e 10 e muitas outras:
    http://www.youtube.com/watch?v=31K4QUWGo1w

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHA... vocês cristãos fundamentalistas são uma comédia! Você disse que eu falei, falei e não disse nada, deve ser porque você não teve intelecto para entender devido à profundidade do estudo. Além do mais, se estou errado, cadê seus argumentos? Em nenhum momento você provou que meu estudo está errado, ficou sem resposta foi?

      Acho isso o ápice da idiotice, pois vocês leem o artigo, lá no íntimo sabem que é verdade, ficam sem resposta, dai colocam comentários dessa natureza, muito hilário, pois o comportamento é o mesmo, independente da denominação cristã.

      E sobre essas outras pseudo-provas da inspiração bíblica, de dizer que Na 2:4 fala de automobilístico é o estopim da apelação, ridículo até onde vai a fé de vocês.

      Lógico que conhecia essas "profecias", pois fui cristão fundamentalista como vocês, e me irritava com quem contrariava minha fé. Por falta de tempo, ainda não escrevi sobre esses outros textos, mas logo, logo irei produzir artigos refutando essas ideias absurdas.

      Excluir
    2. Aqui está uma refutação à sua profecia automobilística: Naum 2:4 Profetiza o Automobilismo Moderno?

      Quando tiver tempo refutarei o restante.

      Excluir
    3. Sabe, acho que o respeito é a palavra chave para mostrar a você que o que aparenta, é que quando você deixou sua religião (seja qual fosse), você perdeu. Porque você agora vê os cristãos como sendo inferiores a você. Isso é um incômodo pra mim. Acho que você já queria ter nascido um cético, diante de sua falta de respeito com os cristãos. Não somos comédia, somos crentes. Diferente. E você está tentando fazer-nos descrer na nossa religião? Porque pelo que eu li em alguns lugares daqui, você quer "abrir nossos olhos", normal de quem deixa uma religião. Fica querendo levar outros consigo. É como um maníaco que pega AIDS e no carnaval contamina todo mundo, só por ter a doença, e não querer ser um dos únicos.

      Excluir
  22. ótimo Blog! Eu já fui evangélico, li a bíblia, mas assim como você, eu fazia muitas perguntas e acabei chegando a conclusões com as quais encontro aqui ressonâncias. Seu trabalho é extremamente esclarecedor e pode de fato trazer luz para muitas pessoas. Para ser um livre pensador de fato é preciso ter coragem, e sobretudo honestidade, pois a verdade pode ser uma ameaça para muitos que resistem sair de uma zona de conforto, tal como pode prover uma crença religiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obg tanto pela visita como pelas palavras!

      Excluir
    2. Hoje em dia, não acreditar nos deuses do passado é sinônimo de inteligência... Meu Deus... Eu já tive inúmeros questionamentos, mas eu adoro tê-los para logo depois de pesquisar, perceber que de fato estou correto. Hoje em dia questionar e deixar a religião é sinônimo de inteligência, devido aos questionamentos, e quem questiona e chega a mesma conclusão de que o Deus bíblico é o real, é burrisse. Que pena... Quero ver quem vai rir por último. ;)

      Excluir
  23. É como eu sempre digo, "Para os leigos, mesmo errado, um sábio sempre estará certo" De fato, todo esse raciocino acima, somente prova que o modelo compreensível do universo na época de Jó é bem diferente do modelo atual .Mas como é o modelo real???? O que nós sabemos é que a Terra gravita no espaço, sem nada "visível" que a sustente, vc acha o que? que Deus ia falar para jó sobre a matéria escura, sobre os bósons, quarks, férmions, buraco negro??? Como é que seria buraco negro em aramaico?? rsrsrs o que não garante que a Terra está suspensa sobre um mar? Um mar de matéria escura. Visto que essa matéria escura forma a maior parte da matéria do universo. Pensando bem, se vc quisesse invalidar a autoria divina da bíblia, poderia ter usado os argumentos da cronologia geológica, evolução, seria até mais convincente, mas até parece que tu quer atacar alguém, será os TJs??? Visto toda tua imparcialidade, torna difícil de dar credito a isso ai, prefiro ler os livros de Stephen Hawking, o cara é ateu mas é bem mais convincente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante que você falou, falou mais não usou nenhum argumento para provar que o que escrevi acima está errado... creio que isso ocorreu por um motivo muito simples: Não deve ter nenhum conhecimento linguístico dos idiomas originais da Bíblia, dessa forma, o que vai argumentar? Vai ficar feito os crentolas que entram aqui e só me chamam de burro, jumento, etc... ficam todos nervosinhos quando se veem diante de um texto assim e não sabem o que falar.

      "que Deus ia falar para jó sobre a matéria escura, sobre os bósons, quarks, férmions, buraco negro???"

      Acho engraçado que quando eu era como você, cristão fundamentalista que se achava o detentor de todo conhecimento do mundo, também pensei isso, que Deus não iria poder revelar essas coisas... mas é engraçado que quando se trata de profecias bíblicas Deus fala do futuro, mas quando se trata da ciência, Deus é mudo, rsrsrsrs...

      Além disso, para a vossa pseudo intelectualidade, que acha que vai me impressionar por mencionar Stephen Hawking, e algumas outras coisas como geologia, cronologia, como se conseguisse entender bem desses assuntos, podemos expressar "buraco negro" não apenas em aramaico - nem sei porque você usou "aramaico", uma vez que 99,7% do Antigo Testamento está em hebraico - mas em qualquer outro idioma, inclusive grego. Quer que eu te ensine, me seria um prazer dizer "buraco negro" nessas línguas, só assim aprenderias alguma coisa de valor pra sua vida.

      "mas até parece que tu quer atacar alguém, será os TJs???"

      Para alguém que quer transparecer intelectualidade e desacreditar meu artigo, embora não tenha qualquer formação na área, mais provavelmente apenas um leitor anônimo que se esconde atrás da própria ignorância, aprenda a escrever primeiro. Concordância verbal "serão" e o artigo não pode ser "os" porque a contração TJ se refere às Testemunhas de Jeová, substantivo feminino, o correto sendo "as" TJs.

      "poderia ter usado os argumentos da cronologia geológica, evolução, seria até mais convincente..."

      Você não acha que eu tenho mais o que fazer na vida do que querer lhe convencer de algo? Até hoje eu nem sabia que você existia e vivi muito bem sem esse conhecimento e creio que o mesmo continuará a ser. Para mim, realmente, tanto faz no que você acredita, Zeus, Odin, Tammuz, Jesus, Javé, o problema é todo seu.

      Tu realmente lê Stephen Hawking? Nossa, me deixou impressionado, você é mesmo um intelectual!

      Excluir
    2. - Você afirma que já foi cristão. Você tem realmente certeza que já foi cristão?
      Podes provar Biblicamente que um dia foste um cristão?
      Por tudo que falaste, percebi você nunca foi um cristão, mas apenas um forasteiro, intruso, e uma linguagem mais chula um penetra, mas nunca um cristão.
      Afirmas que já foi cristão, qualquer pessoa, ateu, ou satanista pode afirmar para ter mais destaque, mas esta afirmação sempre será falsa, pois jamais poderá verdadeira.
      Por favor, fale-me como foi a tua conversão, o teu procedimento, a tua visita no seio cristão, deves apresentar 8 pontos que atestem, que um dia já foste um real cristão, podes até ter sido um cristão nominal, irreal.
      Aproveitando o ensejo, visto que és anticristo, e anti-bíblico.
      Cegamente afirmas, que a Bíblia não é inspirada, então me explique, porque a Bíblia é sempre atual em suas profecias, e muitas profecias já tiveram os seus respectivos cumprimentos, percebi que você gosta muito de falar, e exibir comentários para validar o que afirmas, tudo bem.
      Fale um pouco sobre Ap 13:16-18. Trata no numero da besta " o governo mundial" o qual irá implantar um ship em cada pessoa, sem o qual ninguém poderá comprar e nem vender.
      Prove que a Bíblia não é inspirada, pois falar é fácil, agora provar é outra coisa, vou te pedir apenas uma pequena prova, Apresente alguma profecia, ou promessa de Deus " YAHWEH o Deus dos Judeus" que ficou no esquecimento e não teve o seu devido cumprimento, claro não podes ignorar que algumas estão se cumprindo, neste exato momento, outras após o arrebatamento da igreja, "Tempo do Apocalipse" coisa que segundo vi, não consta no teu credo dogmático, mas não importa, crendo, querendo ou não acontecerá, e nada poderás fazer para impedir, e outras por fim se cumprirão durante o milênio de Cristo e na eternidade, pois Cristo é o Criador de todas as coisas até mesmo das coisas invisíveis. Jo 1:1-3;Cl 1:15-17;Ap 1:8. Cristo é o Todo-poderoso.
      Mude um pouco o assunto, fale sobre o dia perdido, que a ciência descobriu, sobre o peso no ar, sobre o fogo que existe no centro da terra, sobre as iniciais “AC e DC nos registros da história, fale sobre a argila que contem todas as substancias químicas do nosso corpo humano, fale sobre os sinais na lua e no sol, quem acontecido constantemente em nossos dias, coisas que a Bíblia previamente deixou registrado, claro todos sabemos que a Bíblia não é um livro cientifico , matemático e nem físico, mas moral e espiritual, é um livro de nível superior, é a palavra de Deus, as quais são espírito e vida. Jo 6:63. Homem natural não entende este mistério, é como loucura. 1Co 2:13-15.

      Excluir
    3. Esses assuntos que você pediu eu já falei aqui no blog, te resta agora perder um pouco da preguiça e pesquisar um pouco nos links fornecidos aqui no blog.

      Excluir
    4. Até um site cristãos já mostrou que o "dia perdido" que os crentes falam é um MITO URBANO que nunca aconteceu!

      http://www.christiananswers.net/portuguese/q-aig/aig-a001p.html

      Excluir
  24. Entrei ontem aqui porque um amigo me enviou pelo whatsapp um debate sobre porque os animais sofrem, que ao lê-lo por inteiro, pude ver a ilógica novamente destacada pela maioria dos crentes, que antes da desobediência de Adão os animais não morriam e etc. Gostei dos seus argumentos ali. Entrei para ver sobre o que consistia o blog, li algumas coisas e isso.
    Antes de entrar no tema, eu gostaria de entender, (sei que eu poderia encontrar a resposta lendo mais o blog, mas preferi perguntar) você quer provar que a Bílblia não tem indícios de inspiração divina ou que Deus não existe?

    ResponderExcluir
  25. Digamos que em um tribunal, a defesa tentando defender a tese da inspiração, e a promotoria a autoria do poeta (peota este que não afirmou ter tirado toda a ideia do livro de sua própria cabeça, pois em todo o contexto e no epílogo deixou claro que não sabia o porque de estar passando por aquilo) creio eu que os jurados ficariam divididos. Achei muito útil a sua pesquisa. Bastante esclarecedora, pois deixou claro que os leitores da época entendiam que o "nada" que suspendia a terra eram as águas. É próprio eles entenderem isso, pois não poderiam mensurar uma ideia diferente. Eles interpretaram assim, baseado no conhecimento que tinham. Hoje, qualquer um que lê o texto entende como sabemos hoje, que a terra paira no espaço vazio. Quem estava equivocado, quem interpretou que o "nada" a qual Jó se referia eram as águas ou quem interpreta hoje que o vazio a qual Jó se referia se refere ao planeta no espaço? Quem errou foi Albert Barnes e os demais, porque hoje sabemos a verdade, e foi Deus quem planejou assim. Jó estava mais perdido do que cego em tiroteio e não sabia o que estava acontecendo, e escrevia coisas que iam além do seu conhecimento. Por isso, pode ser que até ele mesmo poderia imaginar que estava escrevendo sobre as águas, mas como creio que a autoria não foi dele, o Criador não estaria se referindo a isso. Como de praxe nos remetemos a Isaías 40:22, um tanto óbvio não? Então vejamos: CONTINUA... (a continuação publicarei na sequência; não pôde ser aceito o restante pelo excesso de caracteres)

    ResponderExcluir
  26. CONTINUAÇÃO:
    Ele se assenta no seu trono,
    acima da cúpula da terra,
    cujos habitantes
    são pequenos como gafanhotos.
    Ele estende os céus como um forro
    e os arma como uma tenda
    para neles habitar.
    Vejamos, cúpula é algo circular, mas Isaías pode ter visto isso de forma empiricamente, isso não é tão impressionante assim, as pirâmides sim são impressionantes e ninguém atestou intervenção divina, até mesmo porque o ser humano tende a dar a si mesmo os méritos, mesmo não tendo tido a ideia. O ego, ah o ego. Estender os céus como uma gaze fina e uma tenda em que morar, me lembra a camada de ozônio, que nos protege. Mas esse texto isoladamente, não é muito significativo para "indiciar" inspiração divina, e sim todo o contexto. Vamos analisar alguns versículos de Isaías 40. Veja bem, no versículo 12 "Isaías" pergunta: 'quem mediu os mares na conchinha da mão o quem mediu os céus com o palmo? Todo o pó da terra ele pegou numa medida e pesou os montes.' No mínimo intrigante! Numa época onde as pessoas adoravam o sol, a lua, um monte de pedras, 'deusas do mar', imagens de animais, chega Isaías, safo, e mensura um poder superior que está acima do universo. Vemos que o Poder Superior de Isaías era maior do qualquer Deus imaginado pelo homem. Até mesmo crentes tacanhos não enxergam um Deus tão grandioso até os nossos dias. O 15 diz: Eis que as nações são consideradas por ele como a gota de um balde, e como o pó miúdo das balanças; eis que ele levanta as ilhas como a uma coisa pequeníssima. Enquanto todos faziam seus rituais o vers. 16 diz: Nem todo o Líbano basta para o fogo, nem os seus animais bastam para holocaustos. Logicamente o 22 vem pra reforçar. O 26 diz que ele conta e da nome para tudo que se vê no céu e conclui falando que os jovens são como as águias, que se cansarão, mas depois recuperarão poder. Será que ele era um biólogo experiente que acompanhou o processo que as águias passas quando se refugiam no alto das colinas para se recuperar, arrancar suas penas velhas e as garras já curvadas e quebrar o seu bico curvo e em sofrimento esperar a recuperação? Eu soube que envolveu pesquisa quando li isso sobre as águias. Não poderia ter um animal mais qualificado para se comparar ao processo que passamos na adolescência.
    CONTINUA...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua abordagem dessa parte é tudo muito poético, mas toda essa apreciação e admiração do texto bíblico talvez venha pelo fato de você desconhecer textos religiosos de outras nações.

      "Será que ele era um biólogo experiente que acompanhou o processo que as águias passas quando se refugiam no alto das colinas para se recuperar, arrancar suas penas velhas e as garras já curvadas e quebrar o seu bico curvo e em sofrimento esperar a recuperação?"

      Os judeus não eram burros, eram seres humanos tão observadores como os de outra nação. Ora, até hoje não entendemos como os egípcios faziam determinadas coisas, teria sido eles também inspirados por seus deuses?

      Excluir
  27. CONTINUAÇÃO:
    Quando eu leio Isaías 40 vejo um homem que viveu a "3 milênios" atras e mensurava um Deus que habita além das fronteiras do universo em expansão. Que os planetas são como bolas de gude. Que projetou o universo e que todos os seres desse planeta aos Seus olhos são como microrganismos. Até nos engrandeceu quando disse que nos via como ganhotos, hora abaixo, ora acima de um galho, porque somos bem menores, somos como algo inexistente. Ou Isaías tinha um QI ou QE muito avançado, ou foi inspiração. Quem fez as pirâmides ficou com os créditos que talvez não seja ideia própria. Isaías e Jó não quiseram os créditos. Para mim a inspiração divina está evidenciada. Tenho como provar a inspiração ou a existência de uma divindade? Não. Você pode provar que não é ou que Deus não exista? Não. Podemos mostrar evidências diversas contra e a favor, e sempre alguns dos observadores penderão para um lado, outros para outro. Cada um acreditará no que lhe parecer mais satisfatório. E não me refiro a pessoas sem informação. Conheço biólogos, advogados, filósofos, e pessoas de diversas formações que acreditam em Deus e enxergam na Bíblia evidência de inspiração. Não me refiro a essas pessoas simples e sem conhecimento (que é o que mais tem por aí em todas as religiões) que são extorquidas na igrejas por pessoas falsas e mais espertas que abusam da cega necessidade espiritual destas.
    Eu tendo acreditar na evolução criativa. (não está no contexto, mas o filme Prometheus foi uma ficção com uma ideia inicial muito interessante mostrando uma forma de evolução planejada, como creio que Deus, a fonte da vida, tenha feito) Se você conseguir mostrar que 30 % da Bíblia foi adulterada, eu lhe direi que isso já era previsto, ou será que seus escritores foram repetitivos atoa? Se mostrar que a parte que parece não ter sido adulterada está interpretada errada, concordarei com você. Mas acredito na Bíblia como um todo como tendo diversas partes inspiradas úteis para a nossa orientação. Eu lhe citaria Apocalipse, onde diz que será aberto novo pergaminho (20.12) com novas instruções.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, de toda sua argumentação percebi que sua opinião é algo estritamente pessoal. Dessa forma, não há o que eu possa falar, pois só posso debater o assunto e termos científicos e não em termos de "o que sinto no meu coração".

      "Ou Isaías tinha um QI ou QE muito avançado, ou foi inspiração. Quem fez as pirâmides ficou com os créditos que talvez não seja ideia própria. Isaías e Jó não quiseram os créditos. Para mim a inspiração divina está evidenciada."

      Ou os egípcios foram inspirados ou tinham o QI elevado. Cientificamente é provado a segunda alteranativa. Além disso, é falta de conehcimento dizer que os egípcios receberam os créditos. Assim como os hebreus, eles atribuíram seus feitos aos deuses (Q3T, p. 675)

      Das suas opções sobre Isaías, a verdade é que a resposta é, nem um, nem outro. Como eu disse, coisas surpreendentes foram ditas pelos sumérios, babilônios, egípcios, etc e nem por isso ninguém hoje sai em defesa deles. Isso ocorre com a Bíblia porque foi praticamente o texto religioso antigo mais divulgado.

      Não há em absoluto NADA que Isaías tenha falado que não poderia ter sido dito por ele mesmo. Nada que você mencionou, seja sobre as águias, seja sobre qualquer coisa, é algum "mistério" que só pode ser explicado por "Deus".

      "Conheço biólogos, advogados, filósofos, e pessoas de diversas formações que acreditam em Deus e enxergam na Bíblia evidência de inspiração."

      Também conheço centenas, na verdade, os principais, e que negam tudo isso. Essas pessoas que você mencionou, que não são muitas, na grande maioria das vezes nasceram em famílias religiosas... se tanta gente "inteligente" acredita na Bíblia, ela deveria ser citada pelos cientistas, não? Mas, na verdade, ela é ridicularizada.

      Meu artigo provou que não há nada de especial no texto de Isaías, que sua visão foi baseada na visão errada da época, isso é claro pelo texto.

      "Tenho como provar a inspiração ou a existência de uma divindade? Não. Você pode provar que não é ou que Deus não exista? Não"

      Desculpa descordar. Não sou ateu, então não estou aqui para provar sua não-existência. No entanto, posso provar claramente que a Bíblia não é inspirada porque, não você, mas os principais defensores do cristianismo dizem que podem provar que a Bíblia é inspirada através de 1) Profecias, 2) Harmonia científica 3) influência psicológica, 4) harmonia interna.

      No entanto, como fiz em vários artigos, mostrei que as profecias não são genuínas, a Bíblia não se harmoniza com a ciência satisfatoriamente, a influência psicológica tem explicações naturais, e ela não é textualmente harmônica.

      O artigo acima provei claramente que as alegações cristãs são falsas e que esse texto de Isaías não tem nada de científico, caberia a você me mostrar que estou errado, coisa que não fez.

      Não encontrei no seu texto qualquer prova na Bíblia de que ela contém algo que prova sua inspiração, mas vi apenas uma declaração de sua fé, você tem necessidade de crer nisso e aceita a Bíblia, mesmo admitindo que ela possa conter erros, coisa que os demais evangélicos jamais admitiriam.

      O problema aqui é que você está dando uma NOVO SIGNIFICADO ao que significa "inspiração". Você acha que por mais que haja erros, haja discordância, etc, a Bíblia pode ser inspirada. Mas, a questão é que estou debatendo teologia e você está debatendo algo que você criou, uma teoria sua... . É preciso que você entenda teologicamente, o que significa INSPIRAÇÃO BÍBLICA (Wycliffe Bible Dictionary, p. 848)

      Os teólogos dizem provar que a Bíblia é inspirada e eu mostro que suas provas são risíveis, enganadoras e turvas.

      Obg pela visita, volta sempre.

      Excluir
  28. Para mim, a suas evidências não provam que o "vazio" e o "nada" a que Jó se referiu, por ser a mesma palavra usada em Gênesis, seja a mesma coisa. Até admito que pode ser que seja, mas pode ser que não! E esse é apenas um texto que acreditamos indicar inspiração, se for apenas um termo poético, como há em várias partes da Bíblia, quer dizer que isso prova que não tenha sido inspirado? Se for assim, se uma nova descoberta científica invalidar uma descoberta antiga, quer dizer que devemos abandonar a ciência? A lealdade cega é o problema, não o crer por parecer razoável.
    Ler seu blog, entre outras coisas, me inspirou a escrever sobre a ciência, com o intuito de fazer um comparativo entre a enorme quantia de fé que alguém precisa ter para conseguir crer na Bíblia, por não haver provas contundentes e sim, na minha opinião, apenas muitas evidências de inspiração divina, e a boa medida de fé que precisamos ter para acreditar em tudo o que a ciência prega.
    Concordo que pode parecer um tando descabido e até mesmo irônico o tema que escolhi para este blog, visto que o objetivo da ciência é justamente se basear em fatos para provar suas teorias. Contudo, acredito eu, que se você caro leitor, tivesse sido criado em uma casa com pai e mãe fanáticos pela ciência, que "religiosamente" até mesmo arriscassem a vida em prol de novas descobertas, e exigindo que você fizesse o mesmo, das duas uma, ou você seguiria o caminho deles, como muitos filhos fazem quando se trata de uma religião cristã, ou você os questionaria, e eles não teriam todas as respostas, eles não poderiam, e não podem, provar tudo o que eles acreditam, porque os cientistas não tem provas o suficiente para explicar a evolução da maneira que acreditam, pois a escassez de evidência fóssil é gritante, mas muitos não ouvem, ou fazem vista grossa. Não quero dizer que não acredito em nada que a ciência diz. Eu seria um tolo. Acredito em muitas coisas, mas não em tudo. Também não acredito em tudo o que se ensina baseado na Bíblia, eu seria um tolo.
    Da mesma maneira que não temos escolha quando nascemos em determinada religião, e só depois de adulto podemos nos libertar se quisermos, não temos escolha quanto a evolução, temos que acreditar. É assim e pronto, dizem nossos educadores, nos convencendo ou não. Para adquirirmos nossos diplomas, temos que responder aquelas perguntas, conforme fora determinado. Todo aquele que não acredita na evolução casual, desordenada, tem que se despir do que acredita para "acertar" as perguntas, como se fosse a verdade absoluta, como se todos acreditassem. Você que não acredita em tudo o que a ciência diz, sugiro que estude bastante e responda certo nas provas: fulano disse que é assim, ou sicrano escreveu que é de tal forma. Não respondam: "é assim", se o ensinamento não lhe convenceu, nem em sua religião, nem no que pregam nas escolas e universidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Para mim, a suas evidências não provam que o "vazio" e o "nada" a que Jó se referiu, por ser a mesma palavra usada em Gênesis, seja a mesma coisa."

      Respeito sua opinião, mas o que eu afirmei foi com base em uma extensa pesquisa em vários dicionários e especialistas do assunto reconhecidos mundialmente pela erudição contra apenas e somente o que você acha. Provavelmente o máximo que você chega do texto bíblico é uma tradução do português, isso, por si só, já limita sua opinião do assunto.

      Essas pessoas que citei dedicaram a vida inteira ao estudo dos textos bíblicos e a língua hebraica e grega e, como visto, todos eles levam a uma conclusão, conclusão essa que você está escolhendo não aceitar... está no seu direito fazer isso. Ocorre muito aqui no blog comentários como o seu. Depois de postar uma pesquisa que às vezes demora meses para ser feita, alguém entra e diz: "está errado...", mas com base em quê? "em nada, eu apenas não concordo".

      Você teria que me mostrar argumentos baseados no texto hebraico MT ou grego da LXX, por exemplo, citar autoridades que concordam com você. É preciso ter humildade e reconhecer que não estamos em pé de igualdade com eruditos que dedicaram 50-60 anos de suas vidas a pesquisar esse assunto. Talvez você nem tenha nem 40 anos de idade, de existência... em outras palavras, antes de nascermos esses homens já trabalhavam em cima desses textos.

      Sua "refutação" é baseada somente na sua opinião, a respeito, mas a ignoro por completo, pois estou interessado em pesquisa acadêmica do assunto e não um debate só com palavras e mais palavras com um texto enorme sem qualquer embasamento teórico de autoridade.

      Eu não estou repetindo o que os outros me falaram, como você quer fazer parecer. Afinal, se eu der as costas ao que dizem os especialistas estaria apenas trocando o foco, por deixar eles e concordar com você... estaria seguindo "outros" da mesma forma.

      Excluir
  29. Obrigado por aumentar meu conhecimento, eu não li muito a respeito dos egípcios, e escrevi aqui que eles assumiram os créditos, sem procurar os registros disso. Eu errei!
    Ao dizer que "cientificamente é provado a segunda alteranativa." que os egípcios tinham um QI muito alto, me diga como a ciência pode "provar" o que não podem explicar como foi feito sem equipamentos, etc? Podem fazer uma ideia, opinar, especular. O que não pode se mostrar como foi feito, não está provado. Alguns falam que foram extraterrestres, outros seres espirituais, os cientistas logicamente dizem que só pode ser os egípcios. Claro, eles só consideram ciência o que é palpável.
    "Os teólogos dizem provar que a Bíblia é inspirada e eu mostro que suas provas são risíveis, enganadoras e turvas."
    Com essa afirmação, você me deu muita matéria. Acha que eu não sei o que significa inspiração? Sei! Meu ponto de vista é peculiar a respeito da inspiração? Sim! E é por isso que eu sou alguém que pode debater com você trazendo a tona um ponto de vista diferente. Do contrário eu seria um alvo fácil, provando que eu estava errado em um ponto, não significa que estou errado em todos. Você chamou isso de minha teoria; sim, pode ser. A maioria das coisas que cremos hoje, antes de provadas foram teorizadas. Pra mim, tiraram partes da Bíblia, acrescentaram outras, adulteraram várias. Além disso, criaram inúmeras mentiras com objetivos pessoais, usaram mau os ensinamentos ali contidos, mas acredito que o que Deus preservou, foi o suficiente.
    Vou aceitar o seu convite de voltar sempre, e trarei em cada vez matérias para enriquecer o blog. Serei educado e não lhe ofenderei em momento algum. Apenas mostrarei, não "a verdade" mas o que acredito, baseado em textos bíblicos difíceis de se refutar. Na minha opinião, todos os cristãos deveriam ter um ponto de vista parecido com o meu. Conheço alguns que tem.
    Eu estou apenas aquecendo. Logo eu que não tinha o menor interesse de debater sobre isso atualmente. Cada vez, daqui pra frente, que eu escrever aqui, trarei comigo uma parte da Bíblia difícil de provar a não inspiração. Toda vez que você provar que alguma parte não fora inspirada (nem todas as partes provam inspiração, na maioria estão contando uma história) eu mostrarei uma parte que prova inspiração. Acho isso justo.
    Abrigado por aprovar o conteúdo e responder. Até breve.

    ResponderExcluir
  30. Oi bom dia , tudo bem com vossa pessoa, Já li o assunto sobre jó umas 3 vezes.O embasamento histórico ,pesquisa fontes estão muito bem elaborados , não sei porque muitos que entram preferem te depreciar do que elogiar ,acredito eu que o orgulho supera nosso medo de estarmos enganados. Mas fiquei com duvida ,gostaria que me explicasse uma detalhe , você usa o termo o céu do norte para se referir a terra como paralelismo.vejamos na minha observação se o escritor fala de um observador na terra ,eu entenderia como o céu sendo céu e o nada se refere ao espaço vazio entre o mar e o céu. Porem admito que sua explicação de que o céu se refere a terra e o espaço vazio se refere ao observação do escritor sobre a superfície ,tem coerência. Na sua concepção poderia haver um duplo sentido nessas palavras ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá [nome??]

      A ideia de duplo significado se origina na interpretação religiosa e mística, advogando sempre um significado oculto no texto. Quando eu e você escrevemos algo temos sempre a ideia clara na nossa mente, mesmo que nossos leitores possam nos mal interpretar. Jó vivia em uma contexto histórico onde todos pensavam dessa forma ou de outra forma parecida.

      Dar outro sentido a esse texto é furtar-lhe do seu contexto histórico, do seu gênero literário, e tantas outras coisas mais.

      Obg pela visita.

      Excluir
  31. nossa, tantas palavras, para tentar mostrar de outra forma o texto e ainda não conseguiu nada plausível, lamento por você ter se convertido justamente nos testemunhos de jeova, não daria outra coisa a não ser o desviado louco kkkk, pior que você esta cometendo o erro que Deus jamais o perdoaria, alias o único erro que ele fala que não perdoa, que é destorcer palavras tão inteligentes e verdadeiras, é uma verdadeira blasfeme-a, não querer acreditar é um direito seu, mas distorce las a um ponto medíocre dessa forma é horrível, tantos sem saber das verdades vivendo em paises que são reprimidos, e você descobriu e agora anda fazendo um esforço enorme para destorcer palavras tão puras . . . lamentável, já tem um lugar em baixo da terra esperando por você com certeza !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1° Pelo menos você reconhece que a ideia desse texto é com base em "tantas palavras", ou seja, uma pesquisa, ao passo que sua opinião sarcástica e ofensiva é baseada em meias palavras sem qualquer contra argumento.

      2° "Desviado e louco"... obrigado por mais um comentário ofensivo feito por um cristão. Eu os coleciono para mostrar as pessoas quem são realmente os "desviados e loucos".

      3° Prove ai para mim onde eu distorci alguma coisa... todos vocês veem aqui dizem um monte de coisas e pronto, devemos aceitar o "discurso" de condenação. O que poderia ser mais hilário?

      4° "lamentável, já tem um lugar em baixo da terra esperando por você com certeza !" Para todos nós amado, pois iremos morrer e ser enTERRADOS.

      5° Aconselho a fazer um supletivo para terminar os estudos; não existe "blasfeme-a", blasfêmia é um substantivo e não um verbo com pronome oblíquo para se escrever com "hífen", "olhando-a", "abraçando-a". Você fez uma coisa que em anos que estudo português eu nunca vi, nem mesmo entre pessoas semi analfabetas, que é pegar um substantivo e colocar como verbo. Isso já mostra muito sua condição de poder entender algo.

      Excluir
  32. Eduardo, fiquei impressionado com a sua profunda pesquisa sobre o assunto. Gostei de aprender com você sobre o paralelismo poético. Mas, para mim, isso não tira o mistério da 'terra suspensa sobre o nada'. Entendo que os textos dos Salmos que falam sobre a terra sobre as águas e mares não se referem ao que mesmo que Jó 26, 4. Na linguagem poética dos Salmos é fácil compreender que para o escritor a percepção era da terra sobre as águas. Até em Gênesis fala sobre o surgimento da terra acima das águas primitivas. Quanto à paráfase caldeia, não me surpreende que os judeus antigos não tenham entendido a 'terra suspensa sobre o nada'. Mas passando o texto pelo prisma do paralelismo poéitico, para mim, ele fica ainda mais misterioso. Para um antigo que fitasse os “céus do norte”, eles pareceriam 'estendidos sobre o vazio', mas daí falar do oposto dos céus, a terra, como 'suspensa sobre o nada', é algo notável. Seria mais fácil os judeus antigos entenderam tal declaração à semelhança do que foi escrito nos Salmos.

    “Os céus do norte estende sobre o vazio /
    A terra suspende sobre o nada.”


    Já sabia que a linguagem poética hebraica não valorizava a rima como ocorre em muito de nossa poesia, mas, ainda assim, as palavras acima são belas e misteriosas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “Eduardo, fiquei impressionado com a sua profunda pesquisa sobre o assunto”.

      R.: Obrigado.

      “Gostei de aprender com você sobre o paralelismo poético.”

      R.: Fico feliz.

      "Mas, para mim, isso não tira o mistério da 'terra suspensa sobre o nada'.

      R.: A expressão “para mim” indica que é uma posição extremamente pessoal e, sendo assim, a respeito. No entanto, no meu artigo não escrevi minha opinião apenas, mas o conjunto de obras eruditas, pois na academia este texto de Jó é tão mítico e primitivo como relatos de outras nações que viam a terra quadrada. As pessoas relutam a aceitar isso porque a Bíblia já mal fala de ciência, então chega um “ateu desgraçado” e pega os poucos versículos que “parecem” estar em harmonia e mostra que, na verdade, são apenas más interpretações cristãs... confesso que para um religioso é difícil abrir mão da doutrina, mas... . Como disse, respeito sua opinião porque você tem este direito, mas não posso aceita-la porque não há argumentos para ela e se olhar direito, a maioria dos argumentos aqui são deste mesmo nível.

      “Entendo que os textos dos Salmos que falam sobre a terra sobre as águas e mares não se referem ao que mesmo que Jó 26, 4.”

      R.: Esta é a beleza e a problemática de qualquer texto, saber “entendê-lo”. Você entende assim, mas com base em quê? Quais estudiosos concordam contigo? Não vale citar religiosos porque eles são tendenciosos. Acredite, é muito difícil e leva muito tempo escrever um texto desse para chegar um leitor e simplesmente dizer, “mas eu não entendo assim, entendo assado...”, ora, tudo bem, é a opinião da pessoa, mas não há peso argumentativo.

      “Para um antigo que fitasse os “céus do norte”, eles pareceriam 'estendidos sobre o vazio', mas daí falar do oposto dos céus, a terra, como 'suspensa sobre o nada', é algo notável.”

      R.: Por que só os mitos bíblicos são visto como notáveis? Veja, na cosmogonia babilônica, houve uma explosão onde surgiram dois deuses primordiais que representavam o caos (Tiamat) e a ordem (Abzu). O deus da ordem venceu, embora o deus do caos esteja sempre presente e busque paulatinamente destruir a ordem. Na cosmologia moderna sabemos que é cientificamente comprovado o Big Bang e que desse vieram as quatro forças básica do universo, a gravidade, o eletromagnetismo, a força nuclear forte e fraca, dessa explosão apareceu a matéria e a antimatéria. As duas digladiaram, até que a matéria venceu e dela todo o universo pôde vir à existência.

      Nossa, que barato! Os babilônios já sabiam disso e tentaram representar por meio dos mitos! Bom, ninguém ouve nada desta natureza... mas quando é a Bíblia tudo é lindo, perfeito e “misterioso”, “nossa como eles sabiam? Só mesmo Deus poderia estar por trás!”. Com todo respeito, pensar assim é ter um conhecimento de mundo muito infantil e bobo. Os antigos não eram tão burros. Até hoje ninguém sabe como os egípcios construíram as pirâmides, mas ninguém usa isso para dizer, “nossa que misterioso, isso é uma prova que só Deus poderia ter feito a construção, ou os ajudado”.

      “Seria mais fácil os judeus antigos entenderam tal declaração à semelhança do que foi escrito nos Salmos.”

      R.: Com base em quê se diz isso? Você não pode argumentar só com palavras. Mostrei acima que nem mesmo os judeus viam desta forma como os cristãos veem. Isso é fonte histórica, literária e exegética, qualquer coisa além disso é mera opinião; a respeito, mas não a aceito por não ter peso nenhum argumentativo.

      Excluir
    2. "Na cosmologia moderna sabemos que é cientificamente comprovado o Big Bang e que desse vieram as quatro forças básica do universo, a gravidade, o eletromagnetismo, a força nuclear forte e fraca, dessa explosão apareceu a matéria e a antimatéria. As duas digladiaram, até que a matéria venceu e dela todo o universo pôde vir à existência" CIENTIFICAMENTE COMPROVADO ALGO QUE É SOMENTE TEORIA, HAHAHAHAHA 4 FORÇAS QUE NGM NUNCA VIU E QUE VIERAM DO NADA OU SE AUTO-CRIARAM, HAHAHAHA. ESSE AÍ MANJA DE ARGUMENTO COSMOLÓGICO DE KALAM E NEGA A PRÓPRIA CIENCIA, JÁ QUE ELA USA O COSMOLÓGICO. BIG BANG CIENTIFICAMENTE COMPROVADO, HAHAHAHAH FAMOSO ACHISMO PESSOAL FORÇADO, QUERENDO IMPOR REALIDADE TEÓRICA PARA AS PESSOAS. BOM, PARA QUEM ACREDITA EM TEORIA DA EVOLUÇÃO, NADA MAIS JUSTO DO QUE ENCONTRAR ESSE SEU BLOG PATÉTICO COM OPINIÕES SOMENTE SUAS E DE UMA MINORIA BÁSICA DA POPULAÇÃO MUNDIAL. HAAHAHAHA BOA SORTE PARA VC E SEU MUNDO DE EVOLUÇÃO, ABIOGENESE E BIG BANG COMPROVADO CIENTIFICAMENTE, HAHAHAHAAH

      Excluir
    3. "Na cosmologia moderna sabemos que é cientificamente comprovado o Big Bang e que desse vieram as quatro forças básica do universo"

      kkkkkkkkkkk CIENTIFICAMENTE C-O-M-P-R-O-V-A-D-O, KKKKK É A MESMA COISA DA ABIOGÊNESE E EVOLUÇÃO: AMBOS CIENTIFICAMENTE COMPROVADOS(NA CABEÇA DE QUEM ACREDITA E ELABORA AS FANTASIOSAS FICÇÕES DA CIENCIA DARWNISTA). HAHAHA MAS FAZER O QUÊ, É UMA REALIDADE SUA E DE UMA MINORIA QUE ACREDITA EM: ABIOGENESE, TEORIAS QUE FORAM "COMPROVADAS", ETC. TENHAMOS PENA DOS ELOS PERDIDOS

      Excluir
  33. Mas cadê a refutação que não vi? Isso é só um achismo pessoal seu, a sua realidade, criada, a partir de opiniões pessoais de outras pessoas, como se TODOS OS ESTUDIOSOS DA BÍBLIA tivessem a MESMA OPINIÃO que a sua. Bom, como vc deve acreditar em teoria da evolução(kkkkk), sugiro que vc pesquise a arqueologia dos manuscritos do mar morto em hebraico. Acho que isso tira as suas más interpretações. Bons estudos dos elos perdidos, hahhaahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok. Você me convenceu com todos os seus argumentos sérios, principalmente os "kkkkk" e os "hahaha", seja bem vindo a este blog patético e sinta-se à vontade para nunca mais voltar.

      Excluir
    2. O pior, Eduardo, é que pessoas assim acham que colocar kkkkkk e hahahaha tornam o que escreveu muito embasado e crente que está por cima. É triste isso, não? O Pombo enxadrista e o ad hominem mandam lembranças!
      Leandro

      Excluir
  34. Se tornou um perfeito TJ. Dá milhões de voltas pra acreditar no que quer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok. Argumento que é bom nada né? Sei que deve ser uma sensação horrível ficar sem saber o que dizer e apenas acusar por falta de argumentos.

      Excluir
    2. Esse é caso perdido, Eduardo!

      Leandro Paz

      Excluir
  35. Pra que tanta coisa só pra um ser mais sábio do outro , cadê o amor lembro oq a biblia diz q sem fé e impossível agradar a Deus, vcs podem ficar em se degladiando aí em busca da verdade só que a verdade só se compreende pela fé não em debate , não adianta discutir oq já está consumado muitos podem tentar achar erros na palavra, seria o mesmo q dizer q deus é falho e se Deus é falho então vcs são um erro , pq oq eu sei a moralidade o amor a fé e a sabedoria só podem vir de deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "pq oq eu sei a moralidade o amor a fé e a sabedoria só podem vir de deus"
      Anônimo, Cumpadi Washington e Jon Snow tem muito em comum! :P
      Leandro Paz

      Excluir
    2. hahahaha.... vdd Leandro!

      Excluir
  36. Não quero refutar nenhuma crença de ninguém, até porque não tenho conhecimento para isso. Gostaria de deixar somente minha visão, Jesus Cristo para mim é o unico e verdadeiro Deus e brevemente virá. Bom, em uma leitura basica da bíblia, sobre a criação em particular, lemos que no princípio a Terra estava submersa em aguas e o Espirito de Deus pairava sobre essas aguas. Deus mandou que houvesse luz e houve luz, mandou que se fizesse separação entre as aguas que estavam abaixo do firmamento ( céu) das que estavam acima do firmanento (céu). As aguas abaixo do céu ele chamou mares, mas onde estão as aguas de cima do céu? Quando Deus mandou o diluvio sobre a Terra, a palavra diz que ele abriu as fontes do grande abismo, ou seja, segundo meu entendimento, se o Espirito de Deus pairava sobre a face do abismo ( das aguas) e depois Deus fez separação das aguas debaixo dos céus e das aguas acima do céu, o grande abismo são as aguas que estao acima do espaço sideral. Porque houve uma separaçao e Deus colocou no meio para separar aguas de aguas um firmanento ao qual chamou céu. A Terra no meu fraco entendimento é o centro do universo, pois se houve uma expansão como relata a biblia ,a partir da Terra, tudo o que foi criado depois da Terra, foi criado após a expansão, pois primeiramente a Terra estava submersa, houve uma expansão, aguas ficaram acima da expansão e aguas abaixo da expansão e no vasio que é o céu ou expansão foram criados estrelas e os demais mundos.

    ResponderExcluir
  37. Não existe prova cientifica ou lógica que prove qualquer argumentação acima, simplesmente por se tratar de uma interpretação, ou seja, o pesquisador cria um ponto de vista em combinações nas quais ele acreditar ser, ele demonstra possibilidades, mas não fatos, então os dois significados tem sentido, pode ou não ser possível que a escritura relacione o espaço em seu infinito assim como a terra flutuando em seu imenso vazio. É até bonito ver como o ser humano em sua imensa descrença e sua pequena fé, tentando provar nos um argumento paradoxal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É até bonito de ver vocês se debaterem sem argumentos e dai achar que é tudo e nada mais que um pensamento montado e manobrado pelo Inimigo para desviar a fé de vocês.... você teria que provar que os argumentos que usei não são fatos, mas não o vez, apenas afirmou algo sem comprovar nada.

      Na boa, eu até entendo e me compadeço desta fraqueza psicológica de vocês!

      Excluir
    2. Se não é lógico, não é fato! se não é fato? não é propalável, é simplesmente possível, não é preciso demonstra o que não foi demonstrado, foi simplesmente embasado em argumentos possíveis, é possível que, visto que, como que, mas não é nada conciso, não há Ciência exata ou se quer registro de forma cientifica que explique aquilo que foi dito, você utiliza interpretações nas quais pode ser que seja verdade, mas também não pode, são escrituras nais quais por mais que o meu lado cientifico não queira acreditar, não deixa de ser um enigma, e te garanto você na sua psicologia barata, não prova nada, nem o que existe ou se existe!

      Excluir
    3. E quem decidiu que "não é lógico"? Você? Faz um estudo detalhado como esse mostrando com argumentos que não é lógico, só dai te dou atenção... até agora você só afirmou, afirmou e pronto... coisas de crente.

      Excluir
    4. Não sou religioso, não tenho rótulos, sou o que sou, mas em casos assim, me posiciono de forma pragmática e incisa a argumentos de extremismo, você em sua insignificância e personalidade preconceituosa, torna-se tal radical como o "crente" mais fervoroso. A lógica são conjuntos de dados irrefutáveis, como 2+2 = 4, seu artigo é embasado em ideias e hipóteses, não se pode afirmar cientificamente o que ele disse, pelo fato de não haver dados que comprove realmente o que ele disse, é uma singularidade enigmática de uma frase, não existem dados reais, e sim ideias, hipóteses, teorias. Você não prova nada, só prova que alguns seres humanos não diferenciam a ignorância da sabedoria.

      Excluir
    5. "Você não prova nada",... depois vc diz, "só prova que alguns seres humanos não diferenciam a ignorância da sabedoria". hahaha... amei sua lógica! Sr. Lógica Irrefutável!

      Olha, ainda é super novidade, mas criei um canal no youtube e farei um vídeo estampando lá sua "lógica"... este artigo é sobre teologia, qual sua formação na área? Pelo visto mais um parasita cibernético....

      Se seu próximo comentário não contiver uma refutação teológica respaldada em uma bibliografia de peso provando que estou errado, simplesmente paro de ler e te bloqueio, porque, acredite meu jovem, NINGUÉM aqui está interessado em saber o que você tem a dizer, embora este meu artigo já tenha tido mais de 11 mil acessos.

      Excluir
    6. Sarcasmo, uma pena você não poder ver expressão facial e timbre de voz nesse meio de comunicação, a discordância foi de proposito, eu sei que você entendeu. Sou engenheiro, uma área das ciências exatas, e em todo minha vida acadêmica, busco soluções para facilitar a vida do ser humano de maneira segura e eficiente, e por isso tenho um entendimento de pesquisa cientifica, e meu caro, sua pesquisa não passa de historinha, seu estudo aponta uma possível interpretação, MAS NÃO PROVA NADA! Parabéns pelo estudo, pelos 11 mil acessos, porém, você se julga "mente aberta" e se desfaz da crença dos outros e os ridiculariza, isso seria o seu maior "pecado", não perante unicamente a Deus e sim aos homens de boa fé, ah, isso também foi sarcasmo.

      Excluir
    7. Ok, então você é um pseudocientista que flerta como teólogo? Como não ofereceu aos meus leitores o que eles querem ver, ou seja, argumentação acadêmica dentro da teologia, o que poderia esperar de mais um engenheiro que quer construir alicerce em uma área em que não tem formação? É o mesmo que um dentista debatendo sobre o código civil...

      Se tuas obras são tão tortas quanto seus argumentos, tenho é pena de quem vai morar debaixo de um teto feito por ti. Não trouxe o que pedi e como prometido você está banido, não apenas deletarei como nem mesmo te darei a honra de ler qualquer coisa que você escrever.... fique super à vontade para nunca mais voltar ao blog... pseudocientista.

      Excluir
    8. "seu estudo aponta uma possível interpretação, MAS NÃO PROVA NADA!"...

      Resposta: Tou me cagando pra o que um engenheiro sem formação na área pensa do assunto...

      Excluir
  38. A plataforma BLOGSPOT tem um recurso de classificar comentários como SPAM que são jogados diretos na lixeira... Só hoje dois comentários feitos por Eudes (vulgo Dr. Ciência) foram assim classificados e excluídos automaticamente... mas quando vi seu nome (Eudes) achei interessante ressaltar que qualquer vã tentativa de me ofender e me desmoralizar, ou de "me dar a última resposta" foi direto pro brejo porque eu sequer vi o que você comentou.

    Decidi fazer este apelo só para você não perder seu tempo enviando respostas que estão indo diretamente pra lixeira classificadas como SPAM. Vou te recomendar o site http://www.parperfeito.com.br/app/registration/1 onde você pode gastar esse tempo achando alguém pra dedicar toda esta atenção que está me dando respondendo em um blog do qual discorda.

    ResponderExcluir
  39. Olá, preciso entender uma parte do Gênesis: "E a Éber nasceram dois filhos: o nome dum foi Pelegue, porquanto em seus dias se repartiu a terra, e o nome do seu irmão foi Joctã." - Gênesis 10:25 ... A palavra "terra" no texto, de acordo com evidencias de minhas pesquisas, é a mesma palavra "terra" de Gênesis 1:1-2, que fala da terra (para eles da época, o mundo onde vivem. Para nós o planeta onde vivemos) Esta palavra é : HÅÅRETS (הָאָרֶץ). Portanto o versículo não trata-se de povo, e sim terra mesmo. Estaria esse texto falando da repartição dos continentes?

    ResponderExcluir
  40. Excelente o post. Quando você se desgarra do fundamentalismo, a luz torna-se mais forte.Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  41. Eduardo G júnior, você se acha sábio e entendido dentro da Bíblia, na interpretação, mas por ironia do destino, fundamentas o teu link pelo menos em quatro erros e farsas graves.
    1°. O símbolo que usas, é a imagem de um cristo místico " exibindo sinais satânicos da maçonaria"
    2°. O segundo erro, é mais que um erro é um delírio, uma estupidez inexplicável, é o cumulo da ignorância. "Explicando a FÉ através da razão”. Isto é um sofisma monstruoso. É o mesmo que explicar um milagre por meio do conhecimento humano, é o mesmo que mandar o povo ver aquilo que é invisível.
    Você se acha tão entendido e sábio, não sabe o que é razão? e acredita que a razão pode explicar a fé, mais adiante se me permitir te explicarei com detalhes o que é a razão em todos os seus âmbitos, com certeza, não sabes nada sobre a RAZÂO e a FÉ, se pesquisares na net, dificilmente terás uma explicação completa do que é a razão.
    E a cerca da fé, com certeza não acharás quase nada, deixarei só uma leve ideia da razão e da fé, sim muito leve. Ora considerando que a razão é o resultado produzido pela teoria e pela experiência confrontadas pelo conhecimento através do raciocínio, tendo como resultado entre elas a prova, compreendemos pela lógica da própria razão, que ela só pode operar e existir dentro de um universo físico, comprovando assim que ela não é transcendental, sendo por isso limitada, a tudo que se pode ver sentir apalpar e entender.
    Por esses justos motivos, a razão não pode ser compatível com a fé. Isso porque o fundamento primário da razão, é a teoria mais a experiência, que unida pelo conhecimento da causa, resulta em provas produzindo a lógica da razão pelo raciocínio. Tudo isso baseado naquilo que se vê ou se apalpa, e no que chega ao conhecimento humano, ou de um mero sentimento psíquico emocional.
    Em contra posição a fé é o atributo do espírito, sendo ela produzida pelo ouvir a palavra de Deus que alimenta a esperança na vida do homem. Ela é a força produzida pelo reflexo da glória divina. Ela não precisa de teoria e nem de experiência para provar a sua existência, pois ela é si mesma aplicação abstrata do poder de Deus em pratica no coração do homem salvo, para realizar as coisas impossíveis que a razão não pode provar com a sua lógica e teoria experimental. A razão nada opera e nada cria, ela apenas tenta provar aquilo que é com aquilo que já existe, comprovando se o fato é real ou irreal.
    A Fé ajuda, fortalece, alimenta, anima, produz força, conduz, dirige, revela, orienta, ilumina os olhos do entendimento, vivifica o espírito, fortalece a alma e alimenta a esperança no coração. A razão é morta porque, só opera na mente, a fé é viva e eficaz porque habita no espírito humano dando vida ao seu ser. A razão é o produto de mera especulação que resulta apenas em prova. A fé é uma centelha do poder divino em ação, que opera sinais, milagres maravilhas e feitos que transcendem os limites da razão. A razão é uma experiência lógica que se aplica ao conhecimento da teoria para se obter a prova. A fé é o poder de ação em que se deve crer sem questionar, pois ela existe pode poder divino, sem precisar das provas produzidas pela lógica da razão....foi só uma pincelada já deu para ver que você não sabe diferenciar entre a razão e a fé.
    3º Você, nunca foi um real cristão, e nem sabe o que significa ser cristão, quais as provas que comprovam que um dia você foi um cristão?

    ResponderExcluir
  42. Continuação.
    4º. Se a Bíblia não é um livro inspirado por Deus, então me explique porque, as profecias nela contidas, sempre tem cumprimento? Apresente pelo menos uma profecia que ficou sem validade? Sem cumprimento, se não podes provar, nada contra a Bíblia, o teu conhecimento não passa de sofisma e mero achismo.
    Entendo que nada se pode esperar de alguém não sabe nem a diferença entre a razão e a fé, copiar textos da net qualquer pessoa faz isso, mas esta ação não é revelação de conhecimento e sabedoria, mas apenas a ação de um loro “papagaio”, o loro, fala, canta, assobia, gesticula, mas só sabe o que memorizou, “copiou e colou”, prove o que afirma, outra coisa a Bíblia não se resume em Jó 26:7. São mais de 31 mil versículos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou possuído de raiva não foi Sr. Iremar? Normal, meus artigos têm este efeito em fanáticos religiosos.

      Meu texto fala que Jó 26:7 não ensina que a terra é suspensa sobre o nada, como alegam os cristãos, mas ao invés de mostrar uma outra interpretação, ao invés de postar aqui livros de referências, dicionários, enciclopédia, você apenas me ataca cheio de injúria e ódio, digno de alguém que não sabe o que dizer diante de argumentos dos quais não sabe... seu nome deveria ser IRAmar.

      Você disse, "copiar textos da net qualquer pessoa faz isso", sua vez de provar de onde eu copiei textos da internet. Você está apenas, de forma ignorante, chula e estúpida, se enche de ódio porque eu critiquei sua fé. Normal, o que posso esperar de pessoas assim?

      Você pediu uma profecia que não se cumpriu? Aqui vai um link: Isaías 44:28

      Você tentou cantarolar aqui o que é pesquisar, mas fico pensando, o que um cara que mal sabe escrever português, que não fala outro idioma e que só tem a internet para pesquisar pode me falar sobre pesquisa... LAMENTÁVEL.

      Excluir
    2. Você acha que falar mais de um idioma te faz grande personagem, ou uma celebridade? Ou por isso poderás ser reconhecido como o gênio do saber? Ou ainda a grande sapiência da humanidade? Tenho vários amigos que falam vários idiomas, Inglês, Hebraico, Grego, Espanhol e outras línguas mas nem por isso se consideram superiores, pois isto é apenas uma matéria a mais, estas coisas não enche meus olhos, se tivesse algum interesse, estudaria, não vejo nenhuma utilidade para mim, quanto à pesquisa, eu era menino e já fazia as minhas pesquisas em livros e outras fontes, nem se pensava em internet e PC.
      Quanto ao texto de Jó 26:7. Não preciso perder tempo com detalhes de expressões, detalhes esses que não alterarão o produto final, pois bem todos sabemos que a terra está banhada por águas, 75% da terra está coberta pelas águas, pois bem; por acaso a terra está suspensa sobre alguma coisa? O norte está estendido sobre alguma coisa? Ou a terra e as águas não estão sobre o vácuo, nada, espaço? Essa discussão é o mesmo que trocar o seis por meia dúzia, só por causa da expressão, quando o resultado, a essência são a mesma. Exemplo: Os Trópicos de Câncer e de Capricórnio, e a Linha do Equador. Estas lindas demarcatórias estão lá no globo terrestre? E o eixo da terra, qual o seu tamanho? Qual a espessura deste eixo? Alguém sabe comprovar estas medidas pela ciência, geografia ou pela geofísica, ou pela astromomia?
      Condenar a Bíblia só porque ela afirma que a terra está sobre o nada, não tem nenhum sentido, teria sentido se a terra estivesse apoiada sobre algo, mas ela está no espaço.
      Outra coisa; se atualize, pois todos ou quase todos já sabem á muito tempo acerca do mito da ida do homem a lua, tudo foi apenas uma farsa da mídia global “iluminatis” já foi descoberta e denunciada a muito tempo pela própria televisão, o homem nunca foi á lua, tudo não passou de uma encenação barata e de má qualidade, veja na net a filmagem na lua.
      Quem ou o que te fez pensar que eu fiquei enfurecido?
      Não tenho acesso de ira e nem de fúria, Cristo me libertou e me deu nova vida tudo mudou.
      O Dia perdido no tempo não é um mito da Bíblia, mas sim uma descoberta científica, sendo confirma pela ciência, pesquise as grandes descobertas da ciência estão ai diante de todos basta, se se atualizar. A Bíblia apenas mostra com muita precisão os detalhes, não se apavore apenas entenda, que tal fato Bíblico foi confirmado pela ciência, os cristãos não tem culpa.

      Excluir
    3. Continuação.
      Sobre a profecia de Is 44:28. Teve o seu registro 200 anos de antecedência, possivelmente 150 anos antes do nascimento de Ciro, esta profecia deve outros detalhes (Is 45:1) Também se cumpriu Babilônia foi destruída, a cidade de Jerusalém foi reedificada, e a casa do Senhor “ O Templo” foi restaurado. (Ed 6:14,15.22) Os muros da cidade de Jerusalém também foram reedificados, (Ne 6:15) Um homem chamado Ciro conquistaria Babilônia e libertaria os judeus. Is 44:28; Is 45:1.
      O Rio Eufrates secaria abrindo caminho para o exército de Ciro. Is 44:27
      Os portões das da cidade seriam deixado abertos. Is 45:1
      O exército babilônico deixaria de lutar. Jr 51:30; Is 13:1,7.
      Observação procure outra profecia que não teve o seu devido cumprimento pois esta se cumpriu e com riqueza de detalhes.
      Em 607 AEC, os exércitos babilônicos haviam arrasado Jerusalém e levado a maioria de seus sobreviventes como cativos. Quanto tempo eles ficariam exilados? Deus disse: “Quando tiverem cumprido setenta anos, ajustarei contas com o rei de Babilônia e com aquela nação, ela será desolada por tempo indefinido”. Jr 25:12.
      Ciro capturou Babilônia em 539 AEC. Pouco depois, ele libertou os judeus, que começaram a chegar à sua pátria em 537 AEC exatamente 70 anos depois de terem sido deportados. (Esdras 1:1-4) Mais uma vez confirmando a exatidão das profecias bíblicas.
      Tudo o que a Bíblia profetiza tem o seu cumprimento, se achas que ela não é inspirada por Deus, então me apresente alguma profecia que não teve o seu cumprimento, isto é um desafio, você se acha sábio aos teus próprios olhos, busque as suas fontes e me prove alguma profecia da Bíblia não se cumpriu em seu devido tempo, poderia te pedir que você me apresenta-se 5 ou 10 profecias, que ficaram sem cumprimento, mas a Bíblia é tão segura e digna de confiança que, confio nela de olhos fechados, e te desafio a apresentar pelo menos uma profecia que ficou no esquecimento.

      Excluir
    4. “Você acha que falar mais de um idioma te faz grande personagem, ou uma celebridade?”

      R.: Onde eu disse isso? Onde disse que sou superior, ou um gênio, por saber outros idiomas? Você já está viajando meu rapaz. Eu sei que deve ter te ferido o orgulho quando percebeu que é monoglota e assim completamente dependente que as pessoas te digam o que significa algo em outro idioma.
      “Tenho vários amigos que falam vários idiomas, Inglês, Hebraico, Grego, Espanhol e outras línguas mas nem por isso se consideram superiores”

      R.: Chamo isto de argumento catafévgo (gr. καταφεύγω ) que é quando estamos debatendo e uma pessoa não tem certas qualidades necessárias dai fica, “eu tenho um amigo que é rico”, “tenho um primo que é Ph.D”, “tenho um tio que é poliglota”. Deixa teus amigos e conhecidos de lado, o assunto é eu e você, então se tu não sabe de algo, se te falta conhecimento de algo, aceita tua desvantagem, tua ignorância e não corre pra saia dos teus amigos e conhecidos.

      “pois isto é apenas uma matéria a mais, estas coisas não enche meus olhos, se tivesse algum interesse, estudaria, não vejo nenhuma utilidade para mim”

      R.: Se João Ferreira de Almeida não tivesse aprendido grego e hebraico, provavelmente tu seria hoje um praticamente de religiões indígenas e nada saberia sobre a Bíblia, tu não tem interesse porque alguém já fez tudo por você, traduziu, deu sentido, e agora você é simplesmente mais um dependente de outros, tu ainda quer que eu te considere um pesquisador sério? Você é apenas um seguidor do que os outros dizem...

      “quanto à pesquisa, eu era menino e já fazia as minhas pesquisas em livros e outras fontes, nem se pensava em internet e PC”.

      R.: Pois então, peguei esta época também, qualquer pesquisa pequena exigia abrir dezenas de livros, então não use isto como se você tivesse conhecimento superior só porque já pesquisava quando nem havia internet.

      Quanto ao texto de Jó 26:7. “Não preciso perder tempo com detalhes de expressões, detalhes esses que não alterarão o produto final, pois bem todos sabemos que a terra está banhada por águas, 75% da terra está coberta pelas águas, pois bem; por acaso a terra está suspensa sobre alguma coisa? O norte está estendido sobre alguma coisa? Ou a terra e as águas não estão sobre o vácuo, nada, espaço?”

      R.: Olha, sua argumentação aqui para mim já deu. Isto provou que suas bases teológicas e mais ainda, seu conhecimento de CIÊNCIA é chulo e precário:

      1. A terra NÃO ESTÁ suspensa sobre o nada. Cientificamente, a terra é sustentada por algo SIM, algo que é invisível, mas está lá. A terra é sustentada através da força gravitacional do sol e de outros planetas do sistema solar. E para você não ficar boiando e achando que estou inventando isso, vou passar aqui as referências:

      “Well, "free float in space" is hardly the right description at all. The Earth is very well held within the gravity of the Sun and influenced by the gravity of the other planets in the solar system. Orbital mechanics are quite well understood things; a free-floating planet would have to lie outside the Sun's gravitational field as a rogue planet.” (http://rationalwiki.org/wiki/Science_Confirms_the_Bible)

      Outras referências:

      https://van.physics.illinois.edu/qa/listing.php?id=184
      https://www.quora.com/Gravitational-force-between-earth-sun-pair-is-more-than-that-between-earth-moon-pair-Why-then-tides-are-caused-only-due-to-moons-gravitational-influence

      Agora vamos para o argumento teológico. Em outros textos bíblicos Yahweh diz que fundou os alicerces da terra (Salmos 104:5) Então o pensamento bíblico além de contraditório, “a terra sobre o nada” (Jó 26.7) vs “alicerces da terra” (Salmos 104:5), erra o conceito científico sobre posição gravitacional da terra.

      Excluir
    5. “Condenar a Bíblia só porque ela afirma que a terra está sobre o nada, não tem nenhum sentido, teria sentido se a terra estivesse apoiada sobre algo, mas ela está no espaço”.

      R.: Infelizmente você precisa voltar para a escola para conhecer o sistema gravitacional da terra em nosso sistema solar.

      “Outra coisa; se atualize, pois todos ou quase todos já sabem á muito tempo acerca do mito da ida do homem a lua, tudo foi apenas uma farsa da mídia global “iluminatis” já foi descoberta e denunciada a muito tempo pela própria televisão, o homem nunca foi á lua, tudo não passou de uma encenação barata e de má qualidade, veja na net a filmagem na lua”.

      R.: Pronto, cheguei onde queria. Agora entendendo o tipo de ser humano que estou debatendo. Além de cristão fundamentalista, sem conhecimento dos aspectos básicos do nosso sistema solar, é crente também das teorias de conspiração e acredita ainda no sistema iluminatis? Não dá, pra mim já deu!

      “O Dia perdido no tempo não é um mito da Bíblia, mas sim uma descoberta científica, sendo confirma pela ciência, pesquise as grandes descobertas da ciência estão ai diante de todos basta, se se atualizar”.

      R.: Cara, é uma pena você ser analfabeto em outro idioma, porque o próprio site oficial da Nasa desmentiu isso de que eles teriam encontrado um dia perdido. Essa mentira foi criada por cristãos nos Estados Unidos e hoje nem mesmo os cristãos bem informados acreditam. Um site famoso apologético cristão no Brasil comenta:

      “Embora acreditemos nos fatos relatados na Bíblia sobre o Longo Dia de Josué, a alegação de que a NASA provou a existência deste dia não passa de um antigo mito urbano”. (http://www.christiananswers.net/portuguese/q-aig/aig-a001p.html)

      Olha só, pra mim já deu! Responder teus comentário sem fundamentos me toma muito tempo! O nível absurdamente baixo das informações trazidas por você é uma afronta à inteligência dos meus leitores. Infelizmente não irei mas aprovar seus comentários. Tudo que você escreveu até agora já dá para as pessoas terem uma ideia da crença infantil e ingenuidade encontrada nas igrejas evangélicas.

      Por favor, não insista. No site há um mecanismo de SPAM que deleta automaticamente comentários indesejáveis. Assim, nem poderei ler seu próximo comentário que irá para lixeira no mesmo momento que for postado.

      Obrigado pela participação!

      Excluir
    6. Ah a ira dos religiosos...

      Mesmo depois de me posicionar, como todos podem ver pelos comentários acima, o Iramar não teve condições de nos oferecer uma pesquisa digna, nem referência, somente as palavras dele e depois de mostrar que iria deletar o próximo comentário, o fogo piedoso o fez postar mais um comentário que, como disse, foi deletado automaticamente pelo blogger como SPAM...

      Não sei o que ele escreveu, mas tudo que ele postou aqui nos basta para vermos a mentalidade primitiva, insalubre e ignorante de mais um crente parasita.

      Como todos sabem, estou buscando criar um canal no youtube para podemos responder melhor comentários desta natureza. Iramar, um dia farei um vídeo sobre ti.

      Saudações...

      Excluir
  43. Recomendo a quem é um sincero buscador da verdade ler o livro As Profecias do Apocalipse de Hurias Smith. É uma visão histórico-profética desse livro. O livro do Apocalipse fala sobre fatos que posteriormente se cumpriram como o surgimento do Islão, os quatro sultanatos turcos com as cores de sua bandeira e o uso de cavalaria com as primeiras armas de fogo etc. E boa leitura!!!

    ResponderExcluir
  44. Apocalipse 9:14 fala dos quatro anjos junto ao Rio Eufrates: os quatro sultanatos.No versículo 17 fala dos cavaleiros turcos cujos uniformes eram da cor do fogo (vermelho), jacinto (azul), e enxofre (amarelo) e (aparentemente) das bocas dos cavalos saía fogo, fumo e enxofre... (arcabuzes)

    ResponderExcluir
  45. Prezado Eduardo,

    Há vários anos pesquiso a Bíblia e assuntos relacionados, e já escrevi alguns textos frutos das minhas incursões nesse universo. Inclusive participei da tradução / edição dos livros em português de Carl Olof Jonsson e Raymond Franz, com quem mantive uma relação de amizade e cooperação até sua morte.

    Li um de seus textos (“Terra suspensa sobre o nada”) e ao passar a vista nos demais concluí que você é um cético e que não possui mais a fé cristã. Quiçá seja até um ateu. Desculpe-me se a minha percepção não estiver correta. De qualquer modo, adianto que não tenho nenhum preconceito e tenho consideração por todas as pessoas, não importando suas crenças ou descrenças. Além disso, conforme está na Bíblia, a fé não é propriedade de todos e temos que aceitar isso. Há pessoas que a possuem e outras não. Se os faltos dela ao menos respeitarem o próximo (e o distante) e praticarem o bem já estará de bom tamanho. Afinal, muitos dos que alegam ter a fé não dão bom exemplo.

    Mas o que eu queria mesmo falar aqui é outra coisa. Eu tenho uma suspeita que as pessoas que passam pela religião “Testemunhas de Jeová” estão mais propensas a caírem no ceticismo quando expostas às informações que você pesquisou e que provavelmente contribuíram para a sua saída da religião.*** Por que digo isso? Porque a “espiritualidade” da religião TJ é artificial e não representa o que é verdadeiramente espiritual, conforme apresentado na Bíblia e experimentado por cristãos durante muitos séculos. Aliás, não somente por cristãos. Para uma TJ, ser “espiritual” é apenas seguir a cartilha dos líderes da religião, vestindo-se adequadamente, dedicando algumas horas à pregação, abster-se de determinadas atividades, geralmente praticadas por “falsos cristãos”, etc. Mas isso é apenas um comportamento, e não espiritualidade.

    *** Conheço outras ex-TJs que passam pelo mesmo problema e são um “prato cheio” para os que ficaram na religião, pois são vistas quais parâmetro padrão dos que abandonam a “verdade”. Nivelam todos os que saíram pelos que perderam a fé.

    Creio que é muito mais difícil cair na descrença e por em risco a própria relação com Deus quando se viveu a essência do que realmente significa ser cristão, o que inclui determinadas crenças de natureza espiritual, que foram devidamente “esterilizadas” do ambiente da religião TJ. O assunto que abordo em um artigo que acabei de publicar exemplifica bem o que eu quero dizer. Por gentileza, acesse-o no link abaixo:

    www.adelmomedeiros.com/eden.htm

    [Continua]

    ResponderExcluir
  46. [Continuação...]

    A visão materialista e não espiritual contida no ensino tejoteano funciona tal como um veneno em uma reação química, e impede que ela se desenvolva. Apesar dos pesares, os praticantes do catolicismo, protestantismo, judaísmo e outras religiões têm uma maior “imunidade” a tal problema. E um dos motivos é que em tais religiões a palavra “espiritualidade” tem mais cara de espiritualidade.

    A propósito, em determinado ponto do meu artigo você encontrará uma breve consideração sobre a cosmogonia semítica que você mencionou em seu texto. Você poderá achar isso útil. Caso venha a ler esse meu trabalho, não deixe de me dizer o que achou, ok?

    É possível perceber em sua escrita que você tem habilidade para a pesquisa. Mas se realmente você foi atraído pelo “lado sombrio da força” isto não significa que você ficará nesse estado o resto da vida, contanto que você dê um reset em sua consciência e tente expurgar da sua mente aquilo de mau que a religião TJ lhe causou, em termos de conhecimento e “desespiritualidade”. Você andou na corda bamba e caiu na rede embaixo. Mas nada impede que você faça nova tentativa e chegue ao outro lado sem cair. A vida é feita de escolhas e renovações.

    Caso venha a ler o meu artigo e mais dois trabalhos que escrevi que estão lá indicados, você passará a entender essas minhas metáforas. Não vou entrar em detalhes aqui porque não é o espaço adequado e nem seria produtivo. Além do mais, não tenho interesse em debates. Apenas gosto de ajudar as pessoas naquilo que é possível.

    É isso o que eu queria dizer.

    Um abraço e fique com Deus!

    Adelmo Medeiros

    P.S.: caso saiba inglês, recomendo também que você estude o conteúdo que está na aba “Bible Wheel” deste site: http://www.biblewheel.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aldemo, obrigado pela participação e comentário.

      Eu não sou ateu. Irei analisar os links que você sugeriu. Se desejar pode mandar um e-mail através do ed.galvao.junior@gmail.com

      Excluir
    2. Pode-se dizer que uma comida é ruim, sem prová-la?

      Excluir
  47. Eu so não entendi uma coisa você diz que não e ateu mas não acredita que a bíblia foi inspirada por Deus? Se e na Bíblia que se fala de Deus? Como posso acreditar em Deus mas desacreditar na Bíblia? Desculpe minha ignorância, não tenho a de questionar a sua sabedoria, mas fiquei confuso com tanta gente querendo debater com você, se você tem essas certesas ta tudo certo,ninguém vai fazer você mudar a sua opinião, se você me permitir fazer um comentário, eu simplesmente creio, e isso me basta e me faz feliz, achei seu estudo muito interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Eu so não entendi uma coisa você diz que não e ateu mas não acredita que a bíblia foi inspirada por Deus? Se e na Bíblia que se fala de Deus?"
      E só existe a biblia falando de Deus???!!! Putz! Peça desculpas pela ignorância mesmo!

      Leandro Paz

      Excluir

Antes de comentar, queira ler os artigos Critérios para se Aprovar Comentários e Respostas à Alguns Comentários. Obrigado pela visita e pela participação!

Comentarios Recentes

Compartilhe este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Search Our Site